Gosto muito...

quarta-feira, 31 de agosto de 2016
Sem cair em exageros, adoptei, desde que vim de férias um tipo de alimentação que considero saudável. Tentei adaptar a alimentação das Minis ao mesmo género, sem, contudo, me esquecer de falar com o pediatra e de que elas estão em fase de crescimento e, portanto, necessitam de outros tipo de nutrientes.
Praticamente deixei a carne, embora continue a comer ovos e derivados de leite, bem como muito peixe. Além disso, li muito sobre alimentos ricos ou muito ricos em nutrientes essenciais para o regular funcionamento do organismo e combater as mais variadas maleitas (incluí na alimentação as mais variadas sementes, ervas e coisas como o farelo de aveia, trigo sarraceno, cânhamo, spirulina ou clorela, etc.).
Além de me estar a adaptar lindamente, tenho constatado com satisfação que muitos desses alimentos que eu desconhecia se encontram à venda nos hiper e supermercados aqui da zona com grande variedade. Talvez as pessoas venham despertando cada vez mais para a importância de certos alimentos.


11 comentários

  1. É preciso ter cuidado com o consumo de spirulina ou clorela. Deve ser da mais alta qualidade. Já tenho lido que as senhoras grávidas e as crianças não devem consumir este tipo de produtos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sim, e quem tem problemas de tiróide tb não deve consumir algas (que é o que estas duas são) sem aconselhamento médico.

      Eliminar
  2. Ai pah eu devia fazer o mesmo. Mudar aos poucos a alimentação e tentar ser mais saudável! O meu colesterol ia agradecer! hahaha

    ResponderEliminar
  3. Sim, cada vez se vê mais à vendas essas opções assim variadas.
    Eu também adoro fazer uma alimentação saudável e estou sempre de olho =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Eu gostava de mudar de hábitos alimentares mas sou uma preguiçosa de primeira!

    ResponderEliminar
  5. Esse despertar é notório.
    As pessoas perceberam que era a boca que mais as matava.

    ResponderEliminar
  6. Parabéns por teres mudado a tua alimentação e por optares por alimentos mais saudáveis. Essas mudanças podem ser difíceis de fazer, pois nos dias de hoje é tão fácil cair na facilidade das imensas opções não saudáveis.
    Eu, sou sincera, apesar de me preocupar em ter uma alimentação correcta e saudável, ainda não me tentei em experimentar esses alimentos com nomes estranhos. Primeiro porque no geral aqui não são muito fáceis de encontrar e são caros. Em segundo lugar, como faço horta, prefiro concentrar as minhas energias em cultivar tudo o que posso e sem químicos :) E opto por dar mais importância aos legumes e vegetais, que ao resto. Em terceiro lugar, li há pouco tempo que devido ao aumento da procura da soja, como substituição da proteína animal, que a malta que produz e vende a soja já começou a aderir aos transgénicos e isso é péssimo. Prefiro consumir o que conheço e sei que é produzido por aqui :)
    Beijinhos :*

    ResponderEliminar
  7. É bom quando se muda e se gosta, além disso comer saudável ajuda muito em tudo :)

    ResponderEliminar
  8. Quando comecei uma dieta seguida por uma nutricionsita, também me apercebi dos imensos produtos ao dispor dos clientes nas grandes superfícies. E sempre me tinha passado ao lado tal coisa. Considero, no entanto, que há preços mais caros para os produtos saudáveis, mas tirando isso, há otimas opções no mercado.

    ResponderEliminar
  9. Há imensas opções saudáveis ao nosso dispor, o único senão é que a maior parte foge ao bolso do povinho. A carne vermelha foi abolida cá em casa há muito tempo, porque sinceramente nunca gostei de carne que não fosse frango ou peru. E sinceramente não nos faz falta alguma.

    ResponderEliminar