Ansiedade...

Aquilo porque anseio neste cansaço desesperado de dias pequenos e sufocantes.


Liberdade

Ai que prazer 
Não cumprir um dever, 
Ter um livro para ler 
E não fazer! 
Ler é maçada, 
Estudar é nada. 
Sol doira 
Sem literatura 
O rio corre, bem ou mal, 
Sem edição original. 
E a brisa, essa, 
De tão naturalmente matinal, 
Como o tempo não tem pressa... 

Livros são papéis pintados com tinta. 
Estudar é uma coisa em que está indistinta 
A distinção entre nada e coisa nenhuma. 

Quanto é melhor, quanto há bruma, 
Esperar por D.Sebastião, 
Quer venha ou não! 

Grande é a poesia, a bondade e as danças... 
Mas o melhor do mundo são as crianças, 

Flores, música, o luar, e o sol, que peca 
Só quando, em vez de criar, seca. 

Mais que isto 
É Jesus Cristo, 
Que não sabia nada de finanças 
Nem consta que tivesse biblioteca... 

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro" 



12 comentários

  1. Fernando Pessoa é sempre uma boa opção para iniciar mais um dia.
    Que o seu dia, não seja povoado por desassossegos.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Isto é o que se chama começar o dia em grande estilo!
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Ai que prazer reler este belo poema do Fernando Pessoa.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Bom dia Maria
    Que poema tão lindo! Parabéns pela escolha.
    Calma que hoje já é quinta!

    Beijo e um dia feliz.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. A Pessoa o que é de Pessoa, as melhoras a quem não me parece sentir-se bem.

    ResponderEliminar
  6. Ai meu Deus,tantas e tantas leituras que eu necessito de colocar em dia,nem me fales nisso!! Para mim,ler é um pouco cansativo!! O poema é engraçado!! Beijinhos e feliz quinta-feira!! http://cenasemaiscenas29.blogspot.pt

    ResponderEliminar