Deve ser difícil...

Cerca de trinta mil famílias pediram ajuda à Deco por causa de penhoras. Mas também é verdade que, o ano passado, aumentou consideravelmente o número de empréstimos pedidos a entidades bancárias e financiadoras.
Nem quero imaginar o sufoco que deve ser estar numa situação de não conseguir pagar as contas. Percebo que muitas pessoas tenham contraído dívidas em função dos seus rendimentos e que depois se viram privados deles, por cortes ou desemprego.
Só não consigo perceber é porque as pessoas, mesmo estando mal, se continuam a endividar e a deixar seduzir por campanhas de crédito como Cofidis, Cetelem e outras.

12 comentários

  1. Admira_me a facilidade com que se empresta e se pede empréstimo! Bj

    ResponderEliminar
  2. Concordo, aquilo torna-se um vício e as pessoas acham ainda que tem tudo controlado... grande engano.

    ResponderEliminar
  3. Viver numa situação de constante sufoco não deve ser mesmo nada fácil.
    Pois, isso também não consigo perceber

    ResponderEliminar
  4. As vezes a vida torna-se difícil e as pessoas para a tentarem resolver arranjam ainda mais problemas ...

    ResponderEliminar
  5. Ficam endividadas e às tantas começam a pedir empréstimos para pagar outros empréstimos.

    ResponderEliminar
  6. O problema é sua do se priva de estarem família, jantar, sair a dois porque não há dinheiro. E porque não há dinheiro? Porque se pagou os cartões de crédito em primeira mão
    Kis :=)

    ResponderEliminar
  7. Há gente a passar mal, uns sem culpa outros porque deram um passo maior do que lhes era permitido. De repente toda a gente tinha de ter um carro top de gama, um apartamento de luxo. Tinham ordenado, mas não tinham almofada financeira. Bastava um dos membros do casal perder o emprego e ficava tudo complicado. As pessoas não paravam para pensar. Enfim. Bjs.

    ResponderEliminar
  8. Eu farto-me de pensar nestas coisas e só espero mesmo nunca chegar a este ponto. Tenho mesmo medo.
    Cartões de créditos empréstimos atrás de empréstimos está fora de questão. Só mesmo o da casa. Espero eu.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  9. E quantas perderam as casas e os carros e voltaram para casa dos pais... Descontrolo

    ResponderEliminar
  10. Também não percebo quem pede um empréstimo para pagar outro... A curto prazo pode resolver, mas a médio/longo prazo só vai agravar um problema existente.

    ResponderEliminar
  11. Conheço alguns casos. As pessoas estão habituadas a um determinado nível de vida possível quando os dois estão a trabalhar, o problema é que quando um ou mesmo os dois perdem o emprego, não têm uma base financeira que lhes permita subsistir por algum tempo. Assim recorrem aos créditos e ainda se afundam mais! Não imagino a aflição que deva ser andar sempre com a corda ao pescoço!!

    ResponderEliminar