Aflige-me...

Deixa-me aflita pensar que, em Portugal, no ano de 2015, foram administradas cerca de 5 milhões de doses de tranquilizantes a crianças até aos 14 anos, sobretudo, para tratar problemas como a hiperactividade, conforme é referido num relatório da DGS.
Sempre achei que se diagnostica uma hiperactividade por "dá cá aquela palha", sem que os médicos façam uma verdadeira avaliação da criança, com recurso a técnicos e exames próprios, confundindo-se a mesma, muitas vezes com falta de educação ou mera traquinice.
No entanto, que, sem uma avaliação profunda do caso, se receitem medicamentos tranquilizantes, que podem trazer consequências ao nível do desenvolvimento intelectual de quem os toma e que transforma, por vezes, uma criança num autêntico "zombie", já me parece muita falta de responsabilidade. 

9 comentários

  1. Vi a notícia e também fiquei chocada... É um número bastante elevado!

    ResponderEliminar
  2. Um assunto um pouco controverso...o da hiperatividade e medicação a usar!
    Dá "pano para mangas"...

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente com o que dizes. Hoje quase toda a criança é hiperactiva, talvez porque seja mais bonito que mal educada, que é o que eu acho que são, na maioria das vezes. Aflige-me também tanta irresponsabilidade, e nem tanto dos médicos mas, dos pais ausentes, no seu papel de educadores, a cada dia mais.

    ResponderEliminar
  4. Também vi a notícia de relance sem a ler mas vi logo que deviam ser para as hiperativas e afins... Agora definitivamente está na moda.
    Há umas que precisam mesmo mas é como dizem, convém os médicos saberem ao certo o que se trata..

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Quando li a notícia também fiquei em choque, porque desconhecia por completo esta realidade :(

    ResponderEliminar
  6. A questão é que agora passou a ser moda as criancinhas serem hiperactivas , quando na realidade, em muitos casos, senão a grande maioria, se tratarem de crianças mal educadas. É uma tristeza, mas a culpa é também dos pais, porque até lhes convém...

    ResponderEliminar
  7. Na minha cadeira de Psicopatologia também abordámos este assunto! É absurdo...

    ResponderEliminar
  8. Agora não se pode dar um estalo nas trombas dos putos, que dá "cana", mas drogá-los é legal... e os laboratórios pagarem férias aos doutores, também é legal... eheheh

    ResponderEliminar