quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Não me admira nada!

Pela primeira vez, a medicina deixou de figurar como curso com mais alta média de entrada no ensino superior nacional. Ficou em quarto lugar, atrás de engenharias...
Pois, não me admira nada e acho muito bem que cada aluno possa seguir a sua vocação. O que me irritava mesmo era (e ainda é) aquela mania de que os alunos com excelentes notas têm de virar médicos... Já vi muita gente desgostosa com opções conscientes de filhos, sobrinhos ou netos...com um ar reprovador por o menino, ou a menina, ter tão boas notas e não querer ser médico. Irra, mentalidade tacanha!

9 comentários:

  1. Em parte compreende-se a preocupação da família. É que medicina deve ser a única profissão com futuro garantido. :)

    ResponderEliminar
  2. É mesmo mentalidade tacanha a medicina é uma vocação e não tem nada a haver com notas.
    Um abraço e continuação de boa semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
  3. Devemos deixar de tratar os médicos como deuses... são valiosos, mas não melhores que ninguém. :)

    ResponderEliminar
  4. Tenho um primo que quando acabou o secundário com uma média excelente e muita gente perguntava se ele ia para medicina. Acabou num dos cursos que, este ano teve das médias mais altas de entrada. Foi um visionário :D

    ResponderEliminar
  5. Dependendo da engenharia... Mas acho que realmente são cursos que só os melhores...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Enquanto as pessoas olharem para as notas como a valência mais importante para ingressar num curso nunca deixaremos de ouvir comentários desse género. É ridículo!

    ResponderEliminar
  7. É que dá sempre jeito um médico na família...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Para ser tratado por doutor, ora essa.
    O que a gente (portugueses) gosta de ser tratado por doutor!!

    ResponderEliminar