A montanha russa que é a vida...

Uma tarde passada no serviço de urgências do hospital da minha área de residência deu-me material para meditar.
Apesar de ter chegado a uma hora pouco provável para muita afluência, o que é certo, é que logo após o almoço as urgências estavam à pinha. 
No tempo em que estive neste serviço, chegaram à pediatria quatro miúdos com os dentes partidos em acidentes no recreio da escola...uma miúda com o braço partido na aula de Educação Física. Pior, outro com traumatismo craniano por ter caído e batido com a cabeça nas escadas do liceu.
Lá fora chovia torrencialmente, mas a chuva caía e o vento soprava indiferente a isto tudo.
Pensando nos miúdos dei por mim a pensar que nunca ninguém está seguro. Quantas vezes me perguntam pelas Minis e eu respondo" Estão óptimas, estão na escola". Na verdade, nunca sabemos se estão mesmo bem. Duas das mães chegaram completamente em pânico porque tinham sido avisadas já os filhos vinham na ambulância.
O minuto seguinte é mesmo uma incógnita no minuto que agora vivemos. Não podemos deixar de viver com medo disso, mas convém que estejamos cientes disso para que possamos efectivamente gastar energias com aquilo que realmente interessa.


3 comentários

  1. Boa noite!
    Realmente, nunca se está descansada e o tempo de chuva é pior.

    Beijo. Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Já apanhei um susto desses! Não é simpático... espero que as minis estejam bem! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. É verdade... nunca podemos estar descansados!

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar