O hábito do silêncio...

Muitos dos dias em que vou buscar a miúda à escola secundária, cruzo-me no caminho com adolescentes e jovens (por vezes também professores) a caminhar pelo passeio com headphones postos, ouvindo música, penso eu. Também eu gosto muito de ouvir música. Conforta-me a alma.
Mas, na verdade, aprendi a gostar muito mais do silêncio.
Desde que faço do reiki uma forma de estar, não suporto música aos "berros", pessoas a falarem alto e outros barulhos exagerados. Não consigo comer num restaurante com pessoas a falar muito alto. Perturba-me.
Estar em silêncio, ouvir apenas o som da natureza é, agora, uma necessidade vital para mim.
Caminhar sem um propósito que não seja o caminhar e pensar é também essencial para mim. Quando estou ansiosa com alguma coisa, calço os ténis e vou caminhar.
Parece-me que sou uma boa seguidora da filosofia do pensador francês David Le Breton. Estar em silêncio é um hábito que se adquire...essencial.




8 comentários

  1. A caminhar ou em casa, adoro o silêncio. A caminhar existem os ruídos ao redor, em casa é no silêncio que me surgem ideias que escrevo poemas ou contos, que me encontro comigo mesmo.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Também prefiro o silêncio. Gostei de ler

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu adoro o silêncio e tenho dois filhos reikianos!!!

    ResponderEliminar
  4. Acho piada a essa malta que passeia junta sem trocar uma palavra!!

    ResponderEliminar
  5. Eu gosto muito do silêncio! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Por vezes, também sinto muito essa necessidade do silêncio e sabe-me muito bem usufruir da mesma. Mas sou uma pessoa de "festa", o que por vezes me dificulta esse querer

    ResponderEliminar