Não descortino...

Ainda gostava de perceber porque é que neste país se tem a mania de dizer que a PSP anda na caça às multas. Gostava mesmo.
Apanharam 27.000 infracções de pessoas a falar ao telemóvel. Ainda bem que assim foi. Apanharam 27.000 potenciais causadores de acidentes. Contra mim falo, embora sejam raríssimas as vezes, no dia em que for apanhada e tiver de pagar uma coima e ficar sem carta ganho juízo, de certeza.
Tenho o mural do facebook cheio de avisos emitidos pela própria PSP sobre os locais onde vão estar os radares por esse país fora. Esta atitude de aviso, é por si só incompatível com a ideia de caça à multa e é, para mim, uma estupidez...Desculpem-me, assim, os condutores só abrandam em determinados sítios porque sabem que há radar e não por questões de segurança. Enfim...coisas deste cantinho à beira mar plantado.

9 comentários

  1. Talvez agora a bófia esteja mais civilizada, mas há uns anos, aqui na minha zona, faziam mesmo emboscadas de caça à multa, em locais descampados, normalmente ao fim de uma reta, numa estrada sem cruzamentos.
    Eu só fui multado uma vez na vida e foi numa dessas emboscadas. Não cabe na cabeça de ninguém meterem-se numa via rápida com 6 faixas de rodagem, separador central, sem cruzamentos nem passadeiras, às 11 horas da manhã, praticamente sem tráfego, com limite de velocidade de 50 Km/hora por ser dentro do perímetro urbano. Para quem conhece a zona, é uma avenida que vai da Casa do Artista (Carnide) ao Bairro Padre Cruz, junto da célebre urbanização do Artur Albarrã e do Frank Carlucci. É mesmo roubar à descarada. xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. Situações dessas acontecem.
      Sempre podem argumentar que estão a zelar pelo bem estar dos condutores. Pois num local assim, onde a velocidade não vai esbarrar em passadeiras, cruzamentos, etc, o único desastre fatal que pode decorrer é o excesso de velocidade resultar na derrapagem e envolver outros veículos. Mas também, coisas assim podem acontecer à mesma nos 50km/h.

      Eliminar
  2. Acho que a segurança é importante. E se pagarem uma multa ou ficarem sem carta talvez comecem a conduzir de uma maneira mais segura.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. Penalizado por ter trasngredido...é mais que correto! Bj

    ResponderEliminar
  4. Sou a favor da vigilância, porque não acredito na "bondade" dos condutores. Mas que às vezes, em certas situações, cheira um bocadinho a caça à multa, lá isso cheira! Ainda assim sou o mais a favor possível da condução responsável e das coimas sobre quem pôe a própria vida e a dos outros em risco.

    ResponderEliminar
  5. Eu acho ver andarem atentos, porque quando se conduz tem de se ter a responsabilidade de estar atento ....

    ResponderEliminar
  6. Respeito muito o quanto me custou a tirar a carta aos 45 anos... Mas quantos e quantos conduzem ao telefone, mesmo nas mensagens.

    Beijo de boa noite

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Curiosidade: algum familiar na polícia?
    O objecto do aviso dos radares é mesmo esse: levar os condutores a reduzir velocidade. Acho brilhante.
    Perto de mim instalaram lonas nas passadeiras e ainda assim muitos não abrandam. A verdade é que é difícil uma pessoa ir com velocidade e abrandar quando tem uma estrada imensa pela frente. Na avenida aqui perto, até terem instalado radares, as pessoas não abrandavam. E o que vejo é muitos, em qualquer parte, a acelerar para passar aquele sinal que acabou de ficar vermelho.

    Por isso é que, na qualidade de peão, não atravesso nenhuma estrada até perceber que o condutor me viu a atravessá-la e quando o sinal fica verde para peões e vem aí uns tantos acelerados, não atravesso. Há sempre um que decide continuar sem parar.

    ResponderEliminar
  8. Eu tenho cuidado a conduzir, especialmente em passadeiras e não falo sem auricular.

    ResponderEliminar