E chegamos à época...

E chegamos à época em que pelos jornais e revistas se passam em revista os mais mediáticos acontecimentos do ano, os filmes mais vistos e as personalidades mais famosas. Esta é uma época um bocadinho entediante porque afinam todos pelo mesmo diapasão e, volta não volta, é mais artigo menos artigo, tudo igual...se os acontecimentos foram os mesmos...tem de ser igual.
Daqui por uns dias, começa também a época em que as pessoas começam a fazer uma lista das coisas que querem realizar em 2016, como viagens, deixar de fumar, perder peso, arranjar um namorado...etc.
Pois saibam que eu não tenho nunca desejos de ano novo. Com a idade aprendi  que não preciso de um novo ano para começar a fazer o que quer que seja. O que começo de novo só porque é um novo ano depois de alguns dias fica guardado no esquecimento e volta como promessa no ano que vem. Quando quero uma coisa, tenho de a querer muito, muito, e se a quero muito começo-a no aqui e agora.

5 comentários

  1. É sempre bom ter novos projectos, mas também não é necessário esperar pelo ano novo para os realizar.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente contigo! E eu sou exemplo vivo dos falhanços com as resoluções de ano novo eheh!

    ResponderEliminar
  3. Absolutamente de acordo.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Eu faço a dita listinha, oq sou a Maria das listas, mas sei que só volto a olhar para a mm no fim do ano. Manias

    ResponderEliminar
  5. Eu devo ser o oposto disse tudo porque como não vejo notícias nunca apanho essas retrospectivas.
    E fazer planos para o ano que vem? Prefiro viver o dia a dia. Não tenho nenhum plano que queira executar a não ser viajar.

    ResponderEliminar