Assim é...

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016
Já fui uma consumidora compulsiva do facebook...mas deixei-me disso. Uso todos os dias, é certo, mas já não tenho paciência para ver as pessoas mandarem "recadinhos" sob a capa de um post qualquer aparentemente inofensivo e, acima de tudo, não tenho paciência para a passerelle que representa com o povo todo a postar fotografias nas Seychelles, no famoso restaurante X ou Y, ao pé do fantástico Iphone que o namorado ofereceu ou mostrar os filhos que são verdadeiros modelos de virtude... Cansei-me. Já fui, assim, admito...mas para mim o facebook começa a ficar fora de moda.

19 comentários

  1. Sem dúvida alguma. Lá as vidas são todas perfeitas.
    Já não há paciência.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Eh pá, nunca me deu para isso nem sequer tenho conta. Admito que fazia jeito para participar nuns passatempos mas tirando isso nada mais. E assim tb ninguém sabe o que ando a fazer (o que até é util).
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. "Vai ganhar quem aparecer montado num unicórnio voando entre Júpiter e Saturno" é muito bom!! O que eu me ri! Mas sim, o facebook está, de facto, a perder o seu encanto!

    ResponderEliminar
  4. Sou uma devoradora de redes sociais (estou em todas e mais alguma), mas em modo qb. Tenho facebook desde 2008, na altura em que toda a gente achava que o Hi5 é que era fixe. Nessa altura sim, adorava aquilo: tinha poucos amigos e quase nenhum ligava ao face, mas passava a vida a fazer testes, ver os "piropos do trolha" e a interagir com algumas pessoas. Era tudo tão melhor. Depois virou moda e uma espécie de hi5 2.0.

    ResponderEliminar
  5. É que é mesmo isso que diz aí a citação. Também estou como tu, agora só entro no facebook para ir ver as mensagens de amigos no chat e as memórias do dia porque lhes acho um piadão, mas passo ao lado do mural e desse tipo de posts.

    ResponderEliminar
  6. Só durante cerca de 3 meses usei o Facebook (o chat) quase diariamente (depois de ter acabado com o MSN). Na altura foi bom, permitiu-me conhecer melhor algumas pessoas e consolidar algumas amizades. Depois veio-se a revelar demasiado intrusivo e arrenpendi-me de me ter dado tanto a quem me deu muito mais dores de cabeça, do que amizade.
    Agora sou um usuário ocasional. Publico lá alguns textos que a maior parte dos amigos nem procura entender, por estarem entretidos a publicar selfies parvas.
    Sinceramente, é daquelas coisas que, por mim, podia acabar.

    ResponderEliminar
  7. Sou viciada, mas em postagen já fui muito mais.

    Beijinhos amiga Maria

    ResponderEliminar
  8. Não ligo muito ao Facebook, nem posto muito nem tenho paciência para ver certas coisas dos outros. Não se aprende grande coisa :)

    ResponderEliminar
  9. Também já liguei mais do que aquilo que ligo

    r: Fui sim :D

    ResponderEliminar
  10. Gosto de ir acompanhando as "notícias" e posto sobretudo as minhas corridas ou o que leio no goodreads. Se não fosse pelo messenger em que tenho os grupos e vamos comunucando, já tinha desistido da coisa. Não tenho pachorra para os recados!!

    ResponderEliminar
  11. Uma ferramenta curiosa para reencontrar quem se foi perdendo no caminho.
    Pouco mais que isso.

    ResponderEliminar
  12. Olha a mesma coisa está a acontecer comigo ... bah !

    ResponderEliminar
  13. o facebook por vezes faz mais mal que bem :)

    ResponderEliminar
  14. Quem n tem boa vida para mostrar e bons filhos..obviamente odeia o facebook..é a tal inveja que ninguem admite q a tem..lolol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá está: o povinho tuga cá do burgo descobriu uma garrafa de água no deserto e usa-a para se ver ao espelho! LOL

      Eliminar
  15. O facebook é aquilo que as pessoas fizerem dele.
    E como cá no burgo somos todos uns deslumbrados que parece que nunca vimos tal novidade, "toca" a usá-lo como veículo para dar vazão à vaidade e mais maledicência pelas costas, com os tais "recadinhos".

    Nunca fui assim. Isso de colocar frases e dizeres... fiz no blogue umas poucas vezes e ainda assim a estranhar. Mas as que coloquei eram para refletir não para enviar recados. Tenho um sentimento que não sei explicar por quem posta mensagens indiretas. Acho que revelam muito de si e nada de muito bom. Por vezes deduzo que são pessoas fracas, pouco inteligentes, todas recalcadas e mal amadas. Mas pronto: o dizer diz que são OS OUTROS... lol. Pensam que se excluem, qd na realidade se assumem :D

    Meu facebook não tem sequer foto - coloquei ontem 1 pela primeira vez para mostrar uma coisa, e só passou a ideia, o conceito - não apareceu qualquer corpo ou rosto. Ainda assim achei estranho. Não faz mesmo o meu estilo. Para quem faz, acho bem. Mas não deixa sempre de ser exibicionismo.

    Ultimamente tem aparecido uma avalanche de "desafio das mães" e desatam a publicar fotos dos filhos, desafiando outras a fazer o mesmo. E eu me pergunto porquê a VAIDADE é superior à protecção. Expor as coitadas assim, em público, com shares e desafios... Deve ter sido um desafio lançado por um grupo de pedofilia que se diverte à brava! :( E é com cada foto, jasus! Algumas dessas mães deviam ser processadas. Não só expoem os filhos sem legitimidade para o fazer, como ainda por cima colocam fotos horrorosas dos petizes.

    Abç

    ResponderEliminar
  16. Poderá ser uma "feira de vaidades" mas a verdade é que graças ao face estou bem mais próxima de alguns amigos e familiares que não estão perto.
    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Não teria sido possível organizar o jantar comemorativo dos meus 20 anos de curso se não fosse o facebook.

      Eliminar
  17. eu uso muito o fb no que diz respeito a grupos, para mim acaba por ser uma útil ferramenta de trabalho tb, mas fora isso, não tenho paciência para andar a ver quem fez o quê, ou vai onde, ou o raio que os parta.

    ResponderEliminar