terça-feira, 1 de março de 2016

Dilemas de mãe...

A Mini mais velha vai para o 5º ano. Desde o início do ano que o Conservatório, em parceria com a escola tem proporcionado aulas de dança criativa durante o período lectivo. Hoje trouxe uma informação para casa da professora no sentido de frequentar o a escola de dança criativa, pois revela um talento especial para a coisa. É claro que ela está eufórica...mas, eu pergunto-me: viola, catequese e dança criativa??? E quando é que estuda e brinca???

12 comentários:

  1. Pois...brincar! Demasiado importante para ser posto de parte!

    ResponderEliminar
  2. Eles arranjam tempo para brincar quando querem.
    Pergunte-lhe o que é que ela quer.
    Nada melhor que isso.

    ResponderEliminar
  3. As crianças têm, realmente, muitas actividades.
    Sabes que eu não me recordo de ter praticamente nenhuma? Limitava-me a ter a ginástica que davam no colégio e andava no piano, também, no colégio.

    ResponderEliminar
  4. Se ela gostar muito das outras coisas (nomeadamente Viola e Dança criativa), quase pode encarar-se isso como brincar...
    Como é que diz o ditado? "Escolhe um trabalho que gostes e não terás de trabalhar um único dia da tua vida"

    ResponderEliminar
  5. Não é facil tomar essas decisoes. Se por um lado é importante terem tempo para brincar, por outro também o é que façam atividades que gostam e que estimulemos as artes e outras coisas....

    ResponderEliminar
  6. Pois! alguma coisa tem de ser posta de lado, não sei.. :)

    Beijo e uma excelente quarta feira

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Uma gestão conjunta (mãe e filha), resulta, com toda a certeza.

    ResponderEliminar
  8. POis, eu acho que brincar é mais importante!

    ResponderEliminar
  9. Os miúdos de hoje em dia têm tantas activades que quase não sobra tempo para ser criança... mas se lea quer mesmo!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Monica, sempre que posso venho aqui te fazer uma visita, adoro seus posts, e neste aqui não podia simplesmente ler e não comentar, acho que devida a grande energia que esses pequenos tem, eles simplesmente se empolgam com tudo, e esta empolgação nos pega em cheio, porém, como tudo na vida que queremos muito, so vamos vendo , o lado legal da coisa, o lado chato a gente so percebe no dia-a-dia, o meu mais novo, teve uma época que estava no violão, natação, escola inglês, e eu junto com ele fui ''abraçando'' todas as atividades, e ai não deu outra né porque o serviço de motorista acaba sempre sobrando para nós, e então chegou a época em que o tempo foi ficando bem limitado e todas atividades deixou de ser prazerosa, pois fois so fazendo que ele percebeu as responsabilidades que vinham com as atividades, e olha que não é que não tenhamos discutido isso sobre falta de tempo, mas ele preferiu ''pagar'' pra ver, 6 meses depois começamos cortar uma atividade aqui, outra acola, e quando demos por fim ficou mesmo so a escola, valeu o aprendizado hoje com mais tato tentamos encaixar as coisas de forma a não sobrecarregar, pois quando se trata dos miúdos , não devemos esquecer que parte do nosso tempo também sera ocupado....bjucas

    ResponderEliminar
  11. Está provado que as crianças precisam de tempo livre para elas. Não é benéfico tanta atividade. Há que fazer uma escolha. Até porque também precisam de se deitar cedo e dormir as horas necessárias.
    Bjs.

    ResponderEliminar