Se querem saber...

sexta-feira, 18 de março de 2016
Pois se querem saber, apesar da minha formação e convicção de católica (praticante), sou absolutamente contra a celebração de missas durante o período lectivo, prejudique-se ou não se prejudique as actividades escolares, nas escolas públicas.
Somos uma nação laica, e acho um desrespeito pelo princípio da igualdade. A ser assim todos os credos tinham direito a que se fizessem as suas celebrações de culto durante o período escolar, o que seria manifestamente incomportável.
À escola o que é da escola.

17 comentários

  1. Não podia estar mais de acordo. Devido a termos um leque de religiões demasiado grande a serem seguidas em Portugal e mesmo aqueles que optam por não as ter acho uma grande falta de respeito. As igrejas servem para as missas, a escola serve para aprender a escrever e a ler ponto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tendo crescido sem influencias religiosas e conhecendo quem as teve e as despreza, mesmo assim acho que não faz mal algum existir um elo entre a fé e a vida. Não quer dizer que seja a católica mas pode ser qualquer tipo de fé. Analisando a evolução da sociedade, creio até que, algumas coisas não seriam tão catastróficas se as pessoas não tivessem cortado de vez um linco que tinham com a introspecção e reflecção, que, de certa forma, a religião e a fé proporciona. Valores como a bondade, a ajuda ao próximo, a solidariedade... algumas pessoas, se não «levarem» com esses ensinamentos, borrifam-se para eles.

      Eliminar
  2. Se fosse dado o mesmo direito a todas as religiões, havia de ser giro as aulas pararem uma remessa de vezes por dia, para os putos muçulmanos se meterem de cu pró ar a rezar virados para Meca. ahahah
    No meu tempo tínhamos que rezar todos os dias e às quintas iam duas freiras dar a catequese e destribuir chapadas no focinho a quem não prestasse atenção.
    Acho que foi nessa altura que ganhei aversão à religião.

    ResponderEliminar
  3. Concordo totalmente e acrescento que sou católica praticante. Mas cada coisa no seu sítio. Bjs.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Maria, concordo em absoluto, ou há moral ou comem todos

    ;)

    ResponderEliminar
  6. Não faz qualquer sentido fazerem isso nas escolas públicas, precisamente pelo conceito de igualdade que bem referes. Eu andei num colégio dito religioso (infelizmente) e lá, sim, tínhamos missa no Natal, na Páscoa, no fim do ano, quando lhes dava na realgana, enfim...acho que isso só contribuiu para o meu afastamento da religião católica enquanto praticante...

    ResponderEliminar
  7. Completamente de acordo. As crianças precisam de descansar de tudo, até da missa ao fim de semana.

    Beijo
    Bom fim de semana

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderEliminar
  8. Não apanhei disso no meu tempo de escola. Nem sabia que se fazia. Alias a minha disciplina religião e moral era tão produtiva que só víamos filmes. A minha professora explicava que só queria passar-nos os valores de amizade, companheirismo e por ai até porque havia colegas com religiões diferentes inscritos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tinha essa ideia.
      Missa existe em colégios católicos. Nesses não faz sentido ser contra. São católicos! :D

      Eliminar
  9. Temos direções escolares católicas onde apenas católicos podem frequentar as escolas. Basta que um dos progenitores seja católico para que possam matricular as crianças. Evidentemente, que uma das disciplinas é a Religião e há missas mensais ou na igreja da área da escola ou no ginásio caso o tempo não permita a deslocação da escola para a igreja nesse dia.
    As públicas, não, de contrário teriam dezenas de religiões... Ir à missa numa igreja católica não faz sentido. Isso será da responsabilidade dos pais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ir à missa numa igreja católica faz todo o sentido. É católica! Deviam não celebrar um momento que lhes é tão próximo e querido nas crenças?

      Eliminar
  10. Não entendi.
    És contra as férias da Páscoa ou contra que se tenham práticas católicas em colégios católicos?
    Eu devo estar a ser ignorante ou a não entender de todo. Porque cresci em escolas públicas durante o tempo em que não se fazia tanto alarido sobre a aceitação de todas as culturas e se falava, maioritariamente do catolicismo, existiu a disciplina de Religião e Moral e eu nunca, nunca, nunca fui a uma missa. Nem existiam na escola. A liberdade era total, a disciplina opcional e eu nunca a tive. Assisti a uma aula uma vez... Na páscoa, suponho eu. Mas só percebi uma série de miúdos na galhofa com as imagens, enquanto eu tentava entender a história.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Portuguesinha este post é apenas uma reacção às notícias veículadas ontem de que há escolas, sobretudo no norte do país, escolas públicas, claro, onde se celebra missa.

      Eliminar
  11. Durante o período escolar? Pergunto porque aqui em Santo André, durante uns anos, enquanto não havia Igreja, a missa era dada numa escola secundária aos sábados às 18 na sala de convívio dos alunos. M as não havia missas durante a semana, nem com alunos lá.
    Um abraço e bom Domingo.

    ResponderEliminar