A pensar...

No dia 27 entra em vigor a lei das prioridades...ou seja a lei que nos obriga a dar prioridade no atendimento a grávidas, deficientes, idosos com mais de 65 anos e pessoas com crianças de colo.
Se quanto à maioria das pessoas não discordo, sendo que sou a primeira pessoa a deixar passar quando me apercebo do estado de outrem, já quanto às crianças de colo a coisa me faz alguma comichão.
É certo que só contam as crianças até aos dois anos. Mas pergunto-me: vamos pedir o assento do nascimento (a minha Mini mais nova com 4 anos passava bem por dois anos)? Além disso, se a criança está confortavelmente dormindo no seu carrinho, porquê a prioridade?
Eu penso que além da idade da criança, a criança deveria estar efectivamente ao colo. Claro que haveria sempre os espertos, como eu já vi, que bem pode a criança espernear para vir para o chão, mas pegam nela só para terem prioridade...Mas ainda assim, acho que era melhor!

9 comentários

  1. Eu sou a favor das prioridades desde que exista um atendimento especifico para tal, isto de ter que pedinchar pela prioridade chateia! é que ninguém vê uma grávida a dias de parir, e também ninguém vê uma criança de colo na fila …

    ResponderEliminar
  2. Sempre que em pedem e vejo que realmente a têm, eu dou.Mas muita gente aproveita-se. Quantas passam por grávidas sem estar? Conheço algumas...


    Que o este Natal seja de: Paz, Amor, harmonia, no aconchego familiar, sem entrarmos em exageros...Principalmente, muita saúde. Que todo um Mundo tenha direito ao Natal... BOAS FESTAS.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Concordo como a menina em cima, só para caixas onde exista efectivamente essa especificidade.
    Porque idades não fazem de uma pessoa mais prioritária que outra...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. É pena que isto seja conseguido por imposição legal e não por posse ética e moral de todos os cidadãos. Quanto às crianças, concordo. Haverá sempre os/as estos/as que se aproveitam.

    ResponderEliminar
  5. Se as pessoas forem conscientes vai correr bem. Infelizmente nem toda a gente o é!

    ResponderEliminar
  6. E aqueles que dizem que têm 80 anos e querem ter prioridade? LOL

    ResponderEliminar
  7. Eu recuso-me a pedir prioridade. Se preciso dela aviso a pessoa da caixa que sou prioritária, se não sou não me coloco nas caixas prioritárias. Bjs

    ResponderEliminar
  8. Eu não gosto, aborrece-me mesmo ver certas repartições públicas que mais parecem um infantário! As mulheres chegam com crianças e vão logo avaçando porque querem usufruir da prioridade. Acho um abuso, acho feio, porque demonstram que não lhes faz impressão usarem crianças para tirar proveito próprio.
    No meu entender, acho bem que exista sempre uma fila para os prioritários. Se quiserem ir para uma normal, tudo bem. Mas fazem FILA para terem prioridade. Caso contrário, os restantes nunca mais têm vez. Há sempre espertinhos que pegam em crianças e velhotes, ou, aqui neste canto, em idosos em cadeiras de rodas, para tentar a sorte. Aliás, aqui pelos passeios só se vêm carrinhos com crianças e idosos ou pessoas obesas ou ligeiramente magoadas a passear em carrinhos eletricos. Se formos ceder passagem a todos (eles tomam-na) o passeio é um lugar onde o peão a pé tem constantemente de se desviar de todos estes obstáculos mais velozes. Enfim... Prioridade? Pois sim, tenham. MAS que sejam recebidos por alguém que só trate dos casos prioritários.

    ResponderEliminar