Excesso de protecção...

Neste momento, não temos ninguém que nos ajude nas tarefas domésticas. A senhora que cá vinha todas as manhãs reformou-se e estamos entregues a nós próprios. Nada que não aconteça na maior parte dos lares portugueses...nada de anormal, portanto.
No entanto, quando olho para as minhas filhas, uma delas pré adolescente, penso que, de facto, vivemos numa época em que temos medo e sentimos-nos, por vezes culpados, enquanto pais. Da idade das minhas filhas, não obstante termos empregada diária durante todo o dia, eu já fazia a minha cama, ao fim de semana arrumava o meu quarto de ponta a ponta e as casas de banho.
Tenho vindo a ensinar as miúdas, e, agora, mais que nunca, considerando os nossos horários e a falta de suporte familiar, temos de funcionar como uma equipa, cada um sabendo o seu papel...No entanto, vejo o quão "atadas" são...o quanto ainda me pergunto se não estarei a sobrecarregá-las com pequenas tarefas domésticas...
Mas, depois penso que, se não o fizer não só terei mais trabalho, como as prejudico, porque nunca se autonomizarão e a minha função é dar-lhes as asas. Voar, têm de o fazer sozinhas.

18 comentários

  1. Elas safam-se.
    A minha filha mais velha está a estudar em Hong Kong (HKUST) e tem que se safar a cozinhar, fazer a cama, lavar roupa.
    Que remédio!

    ResponderEliminar
  2. Acho que fazes bem, eu ajudava em casa sempre, bem como os meus irmãos e ajuda quando se tem a própria casa... Sejam raparigas ou rapazes...

    ResponderEliminar
  3. Não és a única com esse problema! O meu filho tem 8 anos feitos agora e começou a fazer a cama dele sozinho há poucas semanas. Mas há coisas que ainda não faz e já podia fazer. Penso sempre que ainda é pequeno, mas na verdade não é para tudo já. E temos tendência a esquecer-nos disso!

    ResponderEliminar
  4. Sou-te sincera, sou a favor que aprendam a fazer as coisas em casa, tanto meninas como meninos, porque acho que depois pensam que tudo é "fácil".
    Eu desde muito cedo, e claro que aqui parte de uma educação demasiado rígida, fui "obrigada" a aprender a fazer tudo.
    Essa tabela é óptima =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Amiga, na minha opinião deves ensina-las sim, para que sejam desenrascadas. Sei que não as sobrecarregas. Um dia vês que não. Há pequenas coisas que elas podem fazem. Se não as ensinas e se não te impões, um dia, não sabem fazer nem querem, lool
    Querendo, o tempo dá para tudo. Lool

    Beijinhos para elas.

    ResponderEliminar
  6. Isso é verdade, precisam de aprender a ser autónomas.
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. Não tem porque se martirizar. Elas devem aprender a fazer as coisas. É natural que não o façam muito bem inicialmente mas com a prática chegam lá.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Olá!
    Por aqui temos um bebé com um ano e nove meses. Atrapalha mais do que ajuda, mas quer muito ajudar em quase tudo: pôr roupa na máquina, levar roupa suja para o cesto, ir buscar os chinelos da mamã (ihihih), levar os talheres para a mesa.
    E eu deixo. Quando quer, eu deixo. Acho que os hábitos se criam de pequeninos e não quero deitar fora esta vontade dele. Pode ser que daqui a uns anos compense ;)

    ResponderEliminar
  9. Concordo que numa casa todos devem ajudar!

    ResponderEliminar
  10. Elas têm de aprender a ajudar, e arrumar aquilo que desarrumam, não vejo nada de errado nisso :)

    ResponderEliminar
  11. Só é bom para elas. Porque mais tarde, o mais certo, é precisarem de saber fazer essas coisas e é mais complicado. E depois porque não lhes faz mal nenhum.

    R.: Sim, dá para tirar nas definições dos comentários. Obrigada, simpatia. Segui de volta.

    ResponderEliminar
  12. A minha mãe nunca me deixava fazer nada. No entanto, o meu filho de dois anos ajuda a por a mesa, veste se quase sozinho etc...sou a favor de ajudar porque até proporciona interação em família.

    ResponderEliminar
  13. Sou o mais possível a favor da colaboração dos miúdos na gestão doméstica. Além do mais ficam apetrechados com ferramentas preciosas.

    ResponderEliminar
  14. Conheço esse quadro e concordo totalmente com ele.
    Acho que é muito bom para a personalidade das crianças começarem desde cedo a ajudar para não crescerem nas facilidades...
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  15. tens toda a razão.
    eu pecadora me confesso.não sou nada boa nisto.

    ResponderEliminar
  16. Nunca tive empregada e comecei a fazer tarefas domésticas cedo. Por exemplo em relação à roupa, primeiro dobrava só as meias, depois comecei a passar a roupa, exceto as camisas, à vez com a minha irmã (passávamos x peças cada uma e trocávamos) e aos 13/14 já passava a roupa toda quando era preciso. Acho que não me fez mal nenhum e lá está torna-nos desenrascados.

    ResponderEliminar
  17. Olá!
    Não podia estar mais de acordo. Desde pequenina que sempre ajudei nas tarefas de casa (junto com a minha irmã. A partir dos nossos 11 anos a nossa Mãe nunca mais limpou a casa.

    ResponderEliminar