Eu não sou normal...

Por aqui e por ali vejo artigos com dicas e conselhos para enfrentarmos mentalmente o regresso ao trabalho, para ultrapassarmos a "depressão pós férias".
Bem sei que, quando chegar aí a Novembro, estarei ansiosa pelos diazinhos entre o Natal e o Ano Novo. Mas, confesso que acho esta coisa de "depressão pós férias", uma coisa que não me diz nada. 
Gostei de estar de férias? Claro que gostei. Mas, chegada a esta altura, em que só se vê material escolar em tudo que é hipermercado, em que as lojas estão inundadas com as novas colecções de Outono-Inverno, ao fim de 35 dias (seguidos) de férias, já só me apetece organizar tudo para o novo ano (sim, porque para mim os anos medem-se de Setembro a finais de Junho, ou seja, pelos períodos escolares delas). Além disso, e chamem-me mãe desnaturada ou má mãe, confesso que já  me saberá bem que as pequenas voltem aos seus afazeres e que nos encontremos cheias de saudades ao fim do dia.
Resumindo e concluindo: ao contrário dos seres humanos normais, eu não estou nada aborrecida (nem uma pontinha) por a vida voltar à rotina.


12 comentários

  1. Você é de uma normalidade assustadora!!!
    : )))

    ResponderEliminar
  2. Eu só posso tirar férias em Agosto daí que quando estas terminem, fica sempre um gosto amargo na boca. Se soubesse que daqui por uns meses, voltava a ter uns dias de descanso, a perspetiva seria outra.

    ResponderEliminar
  3. Olha, somos duas mas eu por razões diferentes (e deixa-me só dizer-te que não és nada má mãe, a mim até me bastante bem natural esse desabafo). Eu já voltei ao trabalho há algum tempo e por isso já me habituei.

    ResponderEliminar
  4. Eu também não! Confesso que até tenho saudades da rotina! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Olha à excepção do trabalho (emprego)que não tenho, já anseio a chegada da escola.Mas tenho saudades de um trabalho sim.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. eu também tenho saudades de um trabalho mas adoro a minha liberdade, ... também começo a ansiar o regresso ás aulas delas.

    Maggie

    ResponderEliminar
  7. Quando se está bem com o trabalho, penso que é mais fácil.. =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  8. Naturalmente, sabe bem estar de férias, mas penso que há um tempo para tudo. Também é importante voltar à rotina, para que determinados momentos saibam melhor quando surgem. Acredito que seja mais fácil regressar ao trabalho quando fazemos algo que gostamos. No entanto, já sabemos que as férias não duram para sempre e lamentar o regresso não o tornará mais confortável. Mais vale encará-lo com espírito positivo

    ResponderEliminar
  9. Quando trabalhava também chegava a meio das férias e já estava desejando voltar ao trabalho. O marido costumava dizer que eu tinha o síndrome dos miúdos da escola.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  10. Nunca sofri desse mal porque adoro trabalhar!

    ResponderEliminar
  11. Por acaso partilho do mesmo sentimento. Mas a Claudia tem razão: quando se gosta do que se faz e das pessoas que nos rodeiam é mais fácil regressar à normalidade.:-)

    ResponderEliminar
  12. Para mim, é sempre tortura voltar ao trabalho. E não sinto isso só no fim das férias, mas todos os domingos. Fui feita para ser dona de casa :D infelizmente, não posso, tenho que alancar com o trabalho, como os restantes mortais. Quanto às férias do pequeno, eu adoro q ele esteja de férias! Não me preocupo com horários para dormir, lanches e roupa para o dia seguinte, trabalhos de casa, estudos... e, sobretudo, nas férias, consigo estar com ele mais do que umas míseras 3h ou 4h diárias (que em dias de escola são passadas basicamente a tomar banho, jantar, fazer tpc....)

    ResponderEliminar