Peculiaridades da vida em condomínio...

Tenho por hábito, adquirido na minha infância numa bela terra duriense, cumprimentar as pessoas com quem me cruzo na rua e que me olham. Muitas vezes, as pessoas ficam atrapalhadas, porque não me conhecem de lado nenhum, mas lá respondem ao meu bom dia. 
Se cumprimento as pessoas com quem me cruzo, mais ainda tinha como regra cumprimentar os vizinhos do meu prédio. Nada sei da vida deles, mas alguns saem à mesma hora que eu, apanham boleia no elevador e lá respondem à saudação. 
A dois dos meus vizinhos nunca me lembro de ver esboçar um sorriso (coisa tão importante, na minha opinião) em dez anos de contactos, ainda que rápidos. Tudo mudou quando comecei a passear a Mel aqui nas imediações. No Verão, normalmente, levava-a passear em sítios mais amplos, mas tendo começado a rotina diária, os passeios mais longos ficam para o fim de semana. E, vai daí, que, ou a memória me falha, ou nem quando as minhas filhas eram bebés, terei trocado tantas palavras com eles. Metem-se sempre com ela (e ela morre por atenção), sorriem e cumprimentam-me efusivamente. Também eles têm cães. Parece que, agora, já fazemos parte do clube! A Mel era a palavra chave, para a troca de cumprimentos! Enfim!

14 comentários

  1. Acho que dar um belo "bom dia" pela manhã faz muito bem ao nosso dia :) Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Ahaha eu também cumprimento toda a gente, principalmente aqui pela minha zona, tenho por hábito cumprimentar sempre as pessoas mais velhas. Mas verdade seja dita, tenho alguns vizinhos que não dizem nada, até devem fazer de conta que não me conhecem. O problema é que tenho um periquito... acho que não faço parte do clube xD

    ResponderEliminar
  3. Eu cumprimento sempre os meus vizinhos e alguns deles mal olhavam para nós mas desde que temos o cachorro também se metem com ele. Os cães são o melhor desbloqueador de conversas!

    ResponderEliminar
  4. Sendo vizinhos é "estranho" não falarem, mas de qualquer maneira, os cães facilitam tanta coisa =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. As saudações nunca fizeram mal a ninguém, mas há pessoas assim
    Claro, que com a mel, é um mote para a conversa. O que importa é que mel se sente "importante" :-)

    Se essa foto é ela está tão linda!!

    Espero que esteja tudo bem contigo/ convosco.

    Beijinhos (saudades)

    ResponderEliminar
  6. Mas vale tarde do que nunca, mas é pena que seja preciso ter um animal para que as pessoas cumprimentem :o

    ResponderEliminar
  7. É estranho não se falarem, sendo vizinhos mas, pronto, a Mel veio mudar isso! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. Como diz o meu homem: eu vou sozinho passear o cão: as gajas adoram-no!

    ResponderEliminar
  9. Com este texto, fizeste-me regressar ao passado de há quase 70 anos !!!
    Eu residia numa rua com uns 500 metros e com imensas famílias em casas de um só piso. Pois a verdade é que eu as conhecia a todas, entrava nas suas casas e todas essas famílias me conheciam mimavam ! Uma grande maioria tinha crianças de idades semelhantes ou aproximadas à minha e a rua era onde passávamos em conjunto a maior parte do tempo, quando não era nas casas de uns ou outros.
    Estranho, como hoje em dia, se vive em prédios de apartamentos, com famílias a 5 ou 20 metros de distância e mal nos conhecemos, à parte essas tais "passagens" de elevador ! :))
    Os tempos e os hábitos mudaram mesmo !!! :(

    ResponderEliminar
  10. ahahah Tal e qual. Eu também só falo com os vizinhos com cães!!

    ResponderEliminar
  11. É a vida animal. Podes ler-me em https://opardemamas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. faltava teres um Cão ahahahahah
    No meu prédio alguns também são mudos... enfim, falta de educação.

    ResponderEliminar
  13. de todos os meus vizinhos só há uma que não cumprimento.
    Ou melhor, só a cumprimento se ela toma a iniciativa.
    Como anda sempre com cara de azia, é muito raro.

    ResponderEliminar
  14. É verdade, os cães são maravilhosos, fazem sorrir até a pessoa mais carrancuda :))
    Boa semana!

    ResponderEliminar