Um livro que marca o destino.

Há muitos, muitos anos, devorei o "Diário da Anne Frank". Marcou-me, embora, hoje apenas relembre os traços gerais.
Na semana passada, encontrei numa livraria que costumo frequentar, uma versão mais moderna e mais jovial do livro. Não hesitei em comprá-lo para a minha Mini mais velha.
Leu-o no início de um serão e a Mini mais nova, seguiu os passo e leu-o a seguir, e, não satisfeita, voltou a relê-lo.
Passam a vida a querer saber coisas e quando lhes disse que existia em Amesterdão a casa museu de Anne Frank aberta ao público, entraram em euforia. Dizem que preferem ir lá do que ir à Eurodisney.
Pronto, parece que temos o destino das nossas férias de Verão traçado. E, como é um projecto familiar, toca de por todos a contribuir porque "grão a grão vai ser uma grande diversão".



6 comentários

  1. Essa edição parece ser muito bonita.
    Li "Diário de Anne Frank" já em adulta e não consegui lê-lo de forma compulsiva, pois queria absorver aquilo de forma mais serena. Gostei muito e quando vi que saiu essa edição também fiquei bastante curiosa.
    Ainda bem que as tuas filhotas gostaram :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia o Livro, ou não conheço. Fiquei curiosa.
    Que bom que elas gostaram. Bom sinal :)

    Beijo e um excelente Domingo.

    ResponderEliminar
  3. Já ouvi muito falar desse livro mas ainda nunca o li. Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Maria do Mundamiga

    Fixe! As crianças devem ler; têm de

    Dá os meus aplausos às Minis. Assim éké.... :-)))))))))))))))))))))))

    Qjs do Henrique, o Leãozão, que lê tudo o que apanha...

    ResponderEliminar
  5. Também me marcou profundamente. E o projecto colectivo de lá irem no Verão parece-me maravilhoso.
    Be9

    ResponderEliminar
  6. tb foi um dos livros mais marcantes que li.

    ResponderEliminar