Simples ou simplória?

Aproxima-se mais uma data importante na nossa vida religiosa. As Minis vão fazer a sua primeira comunhão. Sobretudo para a Mini mais nova é um marco importante. Ela tem uma fé que me comove. Não quis festa de aniversário, para poder tê-la no próximo Domingo, já que, na perspectiva dela, o aniversário é banal e a primeira comunhão uma data única.
Já tenho a roupita delas e não tem nada de especial. Uns vestidinhos de fustão cor de pérola, com uma flor bordada aqui e ali.
Vi-me grega para arranjar quem me fizesse o vestido para a mais velha, já que elas querem ir de igual e a mais velha está uma autêntica adolescente e não existia o tamanho dela. Quando comprei o da mais nova, na loja partiram do princípio que era para ela vestir depois da cerimónia, já que era demasiado simples para a igreja. Sempre que mostrava o vestido a alguém em busca de quem mo fizesse, a conversa era sempre igual" Tão simples???".
Bem, não me deixei impressionar e mantive aquele que todos cá por casa tínhamos escolhido como o ideal. Hoje, na loja onde comprei o da mais nova e que serviu de modelo para a outra, vi a dona entregar um vestido para o mesmo efeito e, percebi finalmente o porquê de tanta admiração.
Cada um veste-se como quer, mas penso que as coisas devem ter uma certa contenção.
Se o vestido que eu vi fosse em tamanho maior, qualquer noiva o poderia vestir... Curiosa, procurei pelo Google, vestidos de primeira comunhão... e já não sei se o vestido das minhas filhas é simples e e eu apenas uma simplória!!


9 comentários

  1. A simplicidade é sinónimo de elegância. Ainda para mais, sendo a cerimónia que é, penso que se deve colocar de lado toda essa ostentação e manter o foco na espiritualidade. Devo dizer que não sou crente, nem um bocadinho, apesar de ter tido uma educação religiosa normal. No entanto, sempre me fez muita impressão (mesmo em criança) todo o materialismo em torno da religião. Nem me sinto bem dentro das igrejas, sinto-me sufocada com todas aquelas riquezas e rocócós.

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Mariamiga

    Creio que já sabes que fui católico mas... curei-me. No entanto, também fiz a primeira comunhão com lacinho branco e flor branca na apela de casaco e calções, casei-me pela igreja, baptizámos os nossos três filhos e respeito todos os templos de todas as religiões - mas não acredito em nada a não ser nos homens e mesmo assim apenas em alguns..

    Por isso acho que fizeste muito bem pois a escolha foi tua e se achaste que seria a melhor forma das tuas Minis irem à igreja comungar assim será. Oxalá tudo corra bem. Ou melhor estou certo de que tudo vai correr excelentemente.

    Mas, toda a moeda tem duas faces. por isso e no reverso venho informar-te que com muita pena vou deixar de vir visitar-te e logicamente comentar. Sempre esperei que e reciprocasses. Mas...

    Muitos qjs para ti e para as Minis deste teu amigo que se despede até sempre
    Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  3. Mas é a Comunhão um ato sério ou um ato para exibição?

    ResponderEliminar
  4. Eu quando fiz a primeira comunhão fui vestida tal qual uma mini princesa/noiva xD pindérica que doia!!!! A minha mãe sempre foi mais de exageros do que eu, por mim, hoje não iria nunca na vida daquela maneira (nem faria uma filha minha ir) mas realmente, cada um é como cada qual. Eu estou contigo, acho que é preciso ir-se como se acha bem (cada um) e aprendi em vários momentos da minha vida que para ser especial o simples muitas vezes é o mais vistoso e "fino", apropriado e elegante :) Parabéns por te manteres fiel à vossa escolha. Eu adoro simples mas muitas vezes é verdade que sentimos que os outros nos estão a reprovar com os seus comentários e olhares. Mas no final de contas, se quem veste está confortável, é o importante, ora!
    Beijinhos e votos de que tudo corra pelo melhor nesse marco tão bonito :)*

    ResponderEliminar
  5. P.s. não há coisa pior e mais desconfortável do que estar "demasiado bem vestida" (que é só expressão pois quase sempre não quer dizer que a pessoa esteja bem vestida mas geralmente que está demasiado produzida ou exagerada).

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde minha doce Amiga.
    Olha, por cá também estamos na mesma situação no que diz respeito a festas. A Beatriz fez no dia 13 10 anos e foi Baptizada. Fui a Madrinha. Achei que apenas fazia sentido assim, ser a Madrinha de Baptismo... Domingo, dia 20, vai ser a primeira Comunhão. Ela anda feliz e eu ando cansada. Normal.
    Quanto à roupa, usa a mesma que usou no Baptizado, porque na Cerimónia todos usam o Hábito alugado, todos iguais.

    Desejo de coração que tudo corra bem para o teu lado e a já agora, para o meu :))

    Beijinhos e um dia feliz.

    ResponderEliminar
  7. Creio que o mais simples acaba por se tornar no mais bonito! Acho que cada um deve ir como se sente melhor e mais confortável! :D


    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. Simples, sem sombra de dúvida! Less is more, como se costuma dizer e é sempre mais elegante e bonito. ;)

    ResponderEliminar
  9. A Mini-Tété vai ser baptizada este mês e o vestido que lhe comprei também o acho simples, branquinho, pelo joelho, sem bordados nem rendas, tem apenas um pouco de tule que espreita por baixo da saia. Gosto dele, é simples. :)

    ResponderEliminar