A melhor terapia...

Após a morte do meu padrinho trabalhei apenas um dia. Deixei a "casa" em ordem e entrei de atestado médico por causa da última cirurgia que fiz.
Ao todo estive sem trabalhar 34 dias. Uma eternidade, portanto.
Hoje voltei. E como eu estava desejosa. Para quem como eu está com depressão diagnosticada, nada como trabalhar para me sentir verdadeiramente feliz. É o privilégio de trabalhar naquilo que verdadeiramente gosto.
Sou uma abençoada.
E esta consciência de que a tristeza, o luto, fazem parte da vida, como uma coisa natural e gradualmente passageira, juntamente com esta noção de que sou uma sortuda, vão, certamente, tornar o meu 2020 mais luminoso. 
Uma mente ocupada é uma mente sã e voltar ao trabalho foi melhor que qualquer antidepressivo.

10 comentários

  1. O trabalho é sempre uma boa opção para desanuviar a cabeça.
    Abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Ficar trancado em casa é o mais problemático.
    Faz mal a tudo, corpo e mente.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Trabalhar tem sido o meu anti-depressivo faz muitos anos. Mais ainda: é um "apaga-cérebro". Não pensas tanto... no que te faz mal pensar. Trabalhas. Dizes ao cérebro para se focar no que tens de fazer. e ele por vezes obedece e não se põe a divagar pelas dores da vida...

    2020 vai ser melhor, sei disso!

    força, abraço, mergulha no trabalho!

    ResponderEliminar
  4. Espero que este ano seja um bom ano... Sim, o luto e a tristeza fazem parte da vida mas nem sempre é fácil de encarar...

    ResponderEliminar
  5. Olá,
    A sua última frase diz tudo!
    Como se costuma dizer "cabeça vazia é oficina do diabo"
    Que 2020 lhe traga saúde, paz e alegria!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Fico feliz por estares "bem e feliz"...

    Beijos. Boa noite!

    ResponderEliminar
  7. Que este novo ano seja uma porta aberta para novos sonhos, renovações de fé e muita paz para nós e para o mundo. Feliz 2020!💋

    ResponderEliminar
  8. Olá Maria, não tenha dúvida que é mesmo a melhor terapia!
    Ainda por cima é mesmo uma sorte trabalhar e fazer aquilo que se gosta!
    É o que eu estou a precisar!
    Beijinhos

    ResponderEliminar