Grande susto...

Quatro horas e quatro minutos da manhã, marcava o despertador, quando sinto uma mão pequenina bater-me no ombro com nervosismo. Acordo sobressaltada e apercebo-me que era a minha filha mais nova. Aflita, do alto dos seus sete anos diz-me:
- Mãe, estou a morrer!
- Estás a morrer? Porquê??? (e o meu coração batia a 100000000 à hora)
- Porque não consigo respirar...(pausa)... pelo nariz!!!
Moral da história: a pequena tem, como fruto deste tempo e de mais seja o que fôr, o nariz entupido, mas, abordou-me de tal forma que não ganhei para o susto. É muito melodramática!

12 comentários

  1. Coitada da Princesinha. Devia estar apavorada.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  2. Uma criança, como muitos adultos, não sabe medir a gravidade das coisas.
    Do ponto de vista dela, o não conseguir respirar ia levá-la a algo que lhe terá acontecido/ou ouvido há pouco tempo.
    Isso, acompanhado com uma eventual necessidade de chamar a atenção.

    ResponderEliminar
  3. Imagino o teu susto e aflição.... Eu não dormia mais, Lol

    As melhoras para ela,
    beijo

    ResponderEliminar
  4. Como eu a compreendo. Não consigo respirar pela boca. Quer dizer, conseguir até consigo, mas faz-me impressão. Por isso quando tenho o nariz entupido - o que, na primavera é quase sempre, por causa da rinite alérgica, rebento com os ouvidos a fazer força, mas não respiro pela boca a não ser quando já dei um salto da cama e fui a correr para a janela. xD

    ResponderEliminar
  5. Aiiii!
    Ninguém merece acordar assim!
    Ai, as crianças... xD

    ResponderEliminar