Recomendações...

segunda-feira, 23 de novembro de 2015
Há uma recomendação de uma organização internacional para que a licença de maternidade, em Portugal, seja aumentada para seis meses para permitir o aleitamento materno até essa data.
Sou a favor do aleitamento e amamentei as minhas crias. No entanto, não sou fanática e acho normalíssimo que uma mãe tome a opção de não amamentar porque cada um sabe de si e dos seus filhos.
Sou também a favor do aumento da licença de maternidade já que os 4 meses que agora vigoram, com opção de um 5º mês com redução de salário, são muito curtos, fazendo com que os bebés cujos pais não têm com quem os deixar vão muito cedo para o "infectário".
Mas sou a favor do aumento da licença de maternidade de per si e não por causa da amamentação, já que tanto direito tem em estar com o seu bebé um período mais prolongado uma mãe que amamente como uma mãe que não amamente. Não é menos mãe por isso.

3 comentários

  1. Concordo inteiramente. É bom que incentivem o aleitamento materno em exclusivo até aos 6meses, mas o prolongamento da licença não deveria ser por esse motivo ou vir a penalizar quem não pode ou não quer amamentar. Toda a mãe gostaria de passar mais tempo com os seus bebés, só traz vantagens. Lá fora as mães ficam em casa até aos 3 anos. Já não pedindo tanto, ao menos deveriam passar o primeiro ano em casa, ter a oportunidade de acompanhar 24h todas as etapas do seu crescimento.
    Como mãe de um prematuro, acho até que deveriam pensar em "estender" as licenças para os país de bebés internados, a licença só deveria começar a contar após a alta do bebé. A mim não me penalizou porque vou ficar em casa a cuidar dele, mas o meu marido só teve a oportunidade de ficar uma semana com ele em casa, e foi porque este ano deram mais 5dias para a licença do pai, caso contrário nem isso!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Aqui tens 6 a 4 semanas antes do parto e as 4 são obrigatórias e depois do parto 10semanas o que dá dois meses e meio!!!!
    companheiros da gestante têm o dia do nascimento+2dias pagos+3dias não pagos para usar nas primeiras 4 semanas de vida do bebé.
    Quem me dera ter 4 meses mais um quinto com redução de salário...

    ResponderEliminar