Povo, povo!!!

Sou muito sensível ao cancro. Do lado da família do meu marido morrem todos com a mesma doença maldita. Já lá vão 4 irmãos. Percebo e estou solidária, desejando-lhe o melhor, com a Sofia Ribeiro.
Só não percebo porque é que tenho no meu mural mais de 20 partilhas do vídeo em que ela rapa o cabelo com comentários encorajadores (que louvo), porque é que o povo está emocionado e ensandecido com tão emocionante vídeo e quando foi Laura Ferreira, mulher de Passos Coelho, simplesmente a aparecer em público careca, por padecer da mesma doença, foi um aqui del rey porque estava a exibir-se e a fazer campanha eleitoral...bem sei que a Sofia Ribeiro é mais nova e mais bonita, mas isso, para o caso não interessa nada!!!

20 comentários

  1. Porque as pessoas são parvas e, pelo facto de a Laura ser mulher do ex Primeiro Ministro, parecia que achavam graça à doença dela.

    ResponderEliminar
  2. Pois, realmente o povo tem sempre dois pesos e duas medidas...

    ResponderEliminar
  3. Finalmente encontro alguém com a mesma opinião que eu!! O povo devia de conhecer as outras Sofias, não tão conhecidas.. mas pronto, é o povo que temoso.

    ResponderEliminar
  4. Partilhei o vídeo no blog pela mensagem. Rodeou-se dos seus para fazer algo que penso ser terrível para uma mulher, o apoio que todos deram (pelo menos assim parece no vídeo) nem sempre surge quando o cancro está presente. O vídeo, neste caso da Sofia, permite mostrar que tem que se ir à luta, enfrentar a doença. O cabelo voltará a crescer, o importante é viver!

    ResponderEliminar
  5. Tantas sofias...e tanta gente que nem delas se lembra!
    Para todas as sofias...um futuro repleto de esperança!

    ResponderEliminar
  6. Há gente que não sabe separar águas. Eu não gostava do governo anterior, achava e acho o Passos Coelho, arrogante e teimoso, mas emocionei-me com a luta da mulher dele, e desejei que ela vencesse a doença. Talvez porque eu já a tive aqui em casa, sei o sofrimento que ela causa.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. É conhecida a minha aversão pelo Passos Coelho, mas achei desumano o que se disse da senhora. Não sei o que se passa na cabeça dessa gente que admite a hipótese de um doente oncológico usar a doença como forma de promover seja o que for, que não seja a sua própria sobrevivência e a solidariedade para com outros doentes nas mesmas condições.
    Irrita-me tanta ignorância e mesquinhez.

    ResponderEliminar
  8. Acho que é mesmo pelo facto de a Sofia Ribeiro ser mais conhecida e ser uma actriz querida pelas pessoas. E é de louvar a atitude que ela teve, nem quero imaginar tal situação, quanto mais mostrá-la ao mundo. O que me faz mesmo confusão é que as pessoas dão logo uma de muito justiceiras e porque há muitas sofias e tal...é verdade, há muitas sofias e joanas e marias e josés. Mas acho que o facto de uma figura pública fazer este tipo de partilha, cheia de esperança, pode encorajar muitas outras pessoas que estão na mesma situação a manterem a fé e a acreditar que vão vencer.

    ResponderEliminar
  9. Tem toda a razão no que diz, eu também não compreendo, mas é o mundo em que vivemos.

    ResponderEliminar
  10. Eu acho um exagero sinceramente. Acho bem que ela queira ser um exemplo para as mulheres que passam pelo mesmo, mas não acho que ela o está a fazer da melhor maneira. Será que a escolha do local do video, o cortar o cabelo e dar um pedaço às amigas e depois ficar ali a ser filmada enquanto rapam o cabelo não foi um tanto ou quanto show-off? A Fernanda Serrano também foi um exemplo e não fez metade do alarido à volta dela. Há um limite que não se deve quebrar com este tipo de situações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu confesso: até esse instante não tinha resquícios de dúvida. Surgiram por entender que a escolha foi fazer uma história em torno disso, uma história partilhada entre amigos próximos e todos os desconhecidos do público. Mas cada qual com a sua forma de encarar. A mim fez-me imediatamente lembrar a épica cena ficional da novela "Laços de Família", repetida até a exaustão e mencionada até hoje como um momento marcante. Se serviu de inspiração, se isso abriu portas para arriscar viver o momento de uma forma mais contemporanea, através das novas tecnologias, não sei. Mas se calhar, daqui a diante, outras, conhecidas ou desconhecidas, vão querer registar em vídeo cada momento e tornar cada passo cerimonial... Tudo pode mudar.

      O que não entendo realmente, sabe, é que a queda de cabelo não vem da doença, mas do tratamento que a combate. A queda não é permanente. Superada a doença (tomara que sim!!), o cabelo está lá na mesma: forte, vistoso, como sempre.

      Eliminar
  11. Cada um encara a doença da maneira que lhe parece melhor. Amanhã também vou partilhar o vídeo no meu blogue, porque acho mesmo que a mensagem que transmite é encorajadora. Agora, não podemos é ter dois pesos e duas medidas quando nos deparamos com situações semelhantes!

    ResponderEliminar
  12. A sensibilidade deve ser a mesma para com todos os que passam por um doença com um estigma tão forte.

    ResponderEliminar
  13. É óbvio que o vídeo dá esperança e apoio a quem está a lidar com a doença, mas também entendo que quem já lidou com ela de perto, não compreenda o porquê de tanto alarido...
    Não vivi a experiência na primeira pessoa, mas acompanhei a luta da minha mãe (que felizmente superou), tia (que partiu deixando 3 filhos menores) e avó (que vivia connosco nessa altura).
    Eu vou continuar a rezar por todas as Sofias...

    ResponderEliminar
  14. Bom dia
    Como sabes já sofri muito. Mas à cera disto,tenho uma irmã que tirou um peito em Setembro e não se faz nada destes alaridos. É preciso coragem. mas acho demasiado "propaganda" que deus me perdoe.

    Beijo, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Também não percebo o porquê de reações tão diferentes a situações semelhantes! Talvez seja por uma estar ligada à política, que é sempre um tema sensível e onde se notam atitudes e comentários mais extremistas.
    Seja como for, gostei muito da mensagem transmitida no vídeo da Sofia e desejo a todas as mulheres que estejam a passar pelo mesmo muita força e esperança!

    ResponderEliminar
  16. O PPC usou a mulher de cabeça rapada na campanha por isso é política e é politicamente incorrecto.
    Se fosse fotos nas férias outra cena seria, mas foi na campanha
    Kis:=)

    ResponderEliminar
  17. Por acaso não me tinha ocorrido isso, mas até tens razão. E não consigo perceber quem diz que o Passos Coelho "usou" a mulher para fazer campanha... Primeiro que tudo só o facto de alguém poder considerar isso parece-me absurdo. Depois porque o que pensam então que seria suposto? Fechar a senhora em casa para que ninguém percebesse que estava a lutar contra um cancro? Que me desculpem mas há coisas que não consigo perceber...

    No entanto, e quanto à Sofia Ribeiro, olha que já li quem achasse que seria uma espécie de marketing...

    As barbaridades que algumas pessoas dizem deixam-me nervosa!!

    ResponderEliminar
  18. Também já li muitas críticas à Sofia Ribeiro, comentários que diziam que ela estava a aproveitar o momento para se promover. Penso que haverá sempre quem se questione.
    Tens o exemplo da Serrano, que enfrentou o mesmo. Não sei se se expôs tanto, creio que não. Acho que ela deixa a vida privada muito para si. Mas cada qual lida à sua maneira. Se o Rúben, ex-namorado, não saia das revistas a falar sobre o assunto durante semanas, agora é a vez da própria se manifestar. Ou então é a C. Social que gosta, como já lhe vem a ser habitual, de destacar as coisas sempre por um prisma.

    ResponderEliminar
  19. Eu não dou importância a estas coisas. Quis fazer um vídeo, fez. Eu vi, achei piada mas não partilho. Vou partilhar para? Não acho sentido...

    ResponderEliminar