Quem não???

Vi hoje a notícia que os portugueses falam cada vez mais ao telemóvel enquanto conduzem. Acho reprovável pois põem em risco não só a sua vida e a dos ocupantes do veículo como a vida dos demais utentes da via.
Mas verdade, verdade me confesso. Já o fiz. E quando o fiz, em duas situações idênticas, fui apanhada pela PSP e não tive o discernimento de desligar o telemóvel. Parei o carro na operação STOP e feita parva continuei a falar. É que, das duas vezes, vinha com uma das minhas filhas das urgências e estava a pôr o meu marido ao corrente do que se tinha passado. Tive sorte, por verem as pulseiras da urgência, nenhum dos polícias me multou.
Já agora pergunto: quem nunca, mas mesmo nunca, falou ao telemóvel enquanto conduzia?

17 comentários

  1. Eu nunca falei, nem falarei, ao telemóvel enquanto conduzo, porque conduzir é uma atividade já de si perigosa, mesmo sem telemóveis à mistura.
    Ninguém, mas ninguém mesmo, precisa de falar ao telemóvel enquanto conduz.
    Até aos anos 90 Portugal devia ser dos países da Europa com menos telefones per capita. Telefones fixos, porque a era dos telemóveis estava ainda a começar. E as pessoas viviam e eram felizes ou infelizes na mesma. De repente aparecem os telemóveis e já não se pode adiar uma conversa por 5 minutos, até haver um local onde parar. E pior: para-se nas bermas das vias rápidas e autoestradas, para falar ao telemóvel, ato que é tão ou mais criminoso do que falar em andamento.
    Chega-se ao cúmulo dos "meninos" já não poderem ir para a primária sem levar um telemóvel "porque pode haver um problema". Como se dantes não existissem problemas...
    Eu embirro solenemente com pessoas que não são capazes de esticar um dedo e ligar o pisca, porque conduzem mal e porcamente com as duas mãos, mas para falar ao telemóvel já sabem conduzir só com uma mão.
    O remédio santo para isso, era terem que tirar outra vez a carta e à terceira vez, nunca mais conduziam.
    Morrem e matam agarrados ao telemóvel...
    Não sei porque é que as pessoas não metem um fogareiro no banco do pendura e não assam uns carapaus para chegarem a casa com o jantar já feito...

    ResponderEliminar
  2. Tenho um sistema mãos livres que mandei instalar precisamente para não correr esse perigo. Normalmente vou sempre a falar com alguém durante as viagens.

    ResponderEliminar
  3. Eu nunca falei, quando conduzo o telemovel vai em silencio ....

    ResponderEliminar
  4. Eu só em caso de extrema necessidade, já o fazia muito pouco, mas desde que fui apanhada pela polícia e paguei uma pipa de massa logo ali, ainda menos

    ResponderEliminar
  5. Eu nunca falei ... se toca, deixa tocar. Na realidade é uma distracção e distraída já eu sou por natureza, não preciso de mais tentações. A verdade é que se os telemóveis fossem extintos da face da terra eu nem dava conta do sucedido, dadas as vezes que me esqueço que o tenho :)
    Gulosoqb

    ResponderEliminar
  6. Acho que ninguém. Confesso que atendi uma vez a conduzir e estava cheia de medo, nunca mais o fiz.
    O meu marido nisso é cauteloso. Mas todos devíamos ter muito cuidado.

    Beijo de boa noite

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Eu, porque não conduzo :p brincadeiras à parte, acho que a maior parte das pessoas já o fez, pelo menos uma vez.

    ResponderEliminar
  8. As multas sao altissimas! Muito perigoso.

    ResponderEliminar
  9. Bluetooth é a solução - falar sem tirar os olhos da estrada.
    Bfds

    ResponderEliminar
  10. Amiga, aqui em São Paulo/BR passou ontem uma reportagem na televisão falando sobre isso. E o pior, dirigir enquanto fala te deixa mais desatento que um motorista embriagado! Pensa no desastre!!

    Seguindo vc :D
    ❥❥ www.amigadelicada.com

    ResponderEliminar
  11. Eu, ja o fiz, umas duas ou três vezes, mas hoje não o faço mais, e o proíbo de fazer que estiver comigo, como meu marido por exemplo. adorei seu cantinho, virei fã bjucas

    ResponderEliminar
  12. Abençoado final de semana!!!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  13. São hábitos que é preciso aprender a controlar, para o bem de todos nós.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. o meu marido tem esse hábito e ando sempre a reclamar com ele. Não por implicância mas porque é perigoso.Já cheguei a tirar-lhe o telemóvel e desligar!!

    ResponderEliminar
  15. Por acaso nunca o fiz, já sou distraída de natureza, agarrada ao telemóvel era desastre na certa! :) Prefiro estar concentrada enquanto conduzo e tenho-me esquivado a acidentes.

    ResponderEliminar