Concordo totalmente.

quarta-feira, 16 de março de 2016
Um novo estudo britânico diz que quem deixa de fumar de uma forma radical, de repente, tem mais hipóteses de ter sucesso com o fim do vício do que quem deixa de fumar gradualmente.
Pois eu, ex fumadora de dois maços de tabaco diários, acredito que assim seja. Tentei imensas vezes deixar de fumar, fumando cada vez menos...voltava sempre a fumar normalmente.
Até que vi dois risquinhos num teste de gravidez e decidi que nunca mais fumava...Não fumo desde as 15 horas e 30 minutos do dia 9 de Agosto de 2005. Quase onze anos.

15 comentários

  1. Já fiz o meu estudo há muito tempo.
    Também passei muitos anos a tentar deixar de fumar gradualmente e cada vez fumava mais. Até que um dia resolvi cortar definitivamente com o tabaco e já lá vão... 26 anos. E não foi preciso apanhar um susto, como acontece com muitas pessoas. Os problemas oncológicos só surgiram 14 anos depois do último cigarro. :/

    ResponderEliminar
  2. Muito bem! Por acaso, também acho que é mesmo assim, vejo pelo meu pai que foi fumador durante mais de vinte anos e que deixou de fumar assim de um dia para o outro, e já lá vão mais de dez anos também!

    ResponderEliminar
  3. O meu pai também fumou e quando deixou também foi de forma radical e não através do processo de redução

    ResponderEliminar
  4. Toda a gente que conheço e fumava diz o mesmo, tiveram que ser radicais e cortar logo de vez!

    ResponderEliminar
  5. Amor à vida e à vida da tua filha. É de aplaudir!


    Beijo de boa noite

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderEliminar
  6. Eu estou a chegar aos dez.
    E também foi assim.
    Não é ir deixando que isso é treta.
    É deixar e ponto final!

    ResponderEliminar
  7. Tb me parece que deve funcionar melhor! (embora não possa confirmar, porque nunca fumei na vida)

    ResponderEliminar
  8. Que conheço que deixou de fumar também o fez de um dia para o outro!

    ResponderEliminar
  9. Quando deixei de fumar também foi de um dia para o outro. Nunca mais caí no vício!

    ResponderEliminar
  10. o meu pai tambem deixou de fumar quando surgiram dois risquinhos no teste da minha mae. ahahha :D

    www.omeumundoaleatorio.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Que bela forma de deixar de fumar :) Eu sinceramente não sei, que nunca fumei.

    ResponderEliminar
  12. totalmente de acordo, quando deixei de fumar foi assim...decidi não fumo mais e acabou. Aguentei 3 anos. Infelizmente, o ano passado tive uma recaída, mas quando percebi que estava grávida parei novamente e não faço conta de regressar ao vício.

    ResponderEliminar
  13. Pois, não sei, os médicos dizem que não se deve cortar de vez, mas não sei, eu fumo e sinceramente nunca tentei. Mas devia sim.

    ResponderEliminar
  14. eu fiz o mesmo quando soube que estava grávida.

    ResponderEliminar