Deste gosto...

terça-feira, 19 de abril de 2016
Diz um estudo feito por uma universidade australiana e publicado numa qualquer revista científica local que, depois dos 40 anos, não devíamos trabalhar mais do que 3 dias por semana ou 25 horas semanais. Na verdade, se bem que o trabalho estimula o cérebro, as 25 horas semanais são mais que suficientes para o efeito, sendo que as habituais 40 horas causam fadiga mental, stress, desgastando, assim, o cérebro.
Há estudos que, do alto dos meus 42 anos, acho uma aberração, mas este, vá lá saber-se porquê, parece-me profundamente equilibrado e fundamentado, não acham?? :P

11 comentários

  1. Mais do que 3 dias por semana ou 25 horas semanais?
    Não é muito?

    ResponderEliminar
  2. Eu tenho a minha teoria.
    Para que pudéssemos desfrutar da vida em pleno, devíamos nascer todos reformados e só começarmos a trabalhar aos 65 anos. ahahah

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Olha, eu não me importo nada de ter 42...mas também não me importava de ser mais nova! Aproveitei bem e aproveitava outra vez!

      Eliminar
  4. Olha aqui está um bom estudo. Espero que quando chegar aos 40 já esteja implementado ;)

    ResponderEliminar
  5. Olha eu vi e só pensei isso é que era =P
    Ainda me faltam uns bons anos mas sei lá, estou a caminhar para lá =P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Um estudo finalmente com sentido :)

    ResponderEliminar
  7. Eu não sei se trabalhar 40 horas aos 40 é prejudicial, mas estar desempregado aos 40 deve ser bem pior para a saúde.

    ResponderEliminar