Muito me apraz...

quarta-feira, 6 de abril de 2016
Muito me apraz saber que a Direcção Geral de Saúde publicou um guia da alimentação vegetariana para crianças, de forma informar os pais como, usando os produtos sazonais e com variedade, podem garantir todos os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento.
Não tenciono tornar-me vegetariana, mas vamos tirando, de vez em quando, a carne da alimentação. Apesar de não pretender tornar-me vegetariana congratulo-me em saber que está disponível mais uma ferramenta para pais e escolas, para que não haja carência de nutrientes, já que, o número de pessoas que assim se tornam cresce a olhos vistos...além disso, vejo, finalmente, abertura dos ministérios a poderem facultar às crianças refeições alternativas e equilibradas!

2 comentários

  1. Esses pais deverão estar muito bem informados sobre um regime alimentar vegetariano para as crianças. Pessoalmente, não concordo, a não ser, evidentemente, que tenham determinados problemas de saúde.
    As crianças, em geral, comem pouco. Onde vão buscar a energia numa alimentação vegetariana? E as deficiências de ferro, vitamina D, cálcio e até B12? E os aminoácidos? Os feijões e os grãos não são fontes suficientemente ricas em aminoácidos. E mais deficiências a serem tomadas em consideração...

    ResponderEliminar