sábado, 12 de novembro de 2016

Um dia inteiro...

Ás 9 horas ligam-me a dizer que a menina que deixei meia hora antes na escola estava cheia de dores de cabeça e de barriga...dão-lhe benuron...Não passa. Às 10 horas e 30 minutos ligam-me para a ir buscar...Urgências do hospital da terra. Não tem nada é a conclusão, sem lhe terem feito mais que uma palpação da barriga, observação da garganta e ouvidos.
Saídas das urgências, continua a queixar-se da cabeça e de muitas dores no fundo da barriga.
Lisboa, Cuf Descobertas com ela. Afinal, o seguro que pago todos os meses, serve para alguma coisa.
Depois de mil análises a mil coisas, de mil exames neurológicos e eco abdominal, concluem, uma coisa que eu desconfiava há muito (mas não fosse o diabo tecê-las e ser outra coisa): as hormonas estão aos saltos, a puberdade chegou aos 11 anos. Já não sou mãe de uma bebé, nem de uma criança...mas também não me apetece classificar aquilo que ela já é...não estou preparada! Um dia inteiro não chega.

14 comentários:

  1. Sao necessarios muitos mais dias, concordo!

    : )

    ResponderEliminar
  2. Ou seja, tanto nas urgências como na CUF, a conclusão foi a mesma: não era nada que requeresse cuidado médico. São só as meninas a crescerem, para dor de cabeça da mãe =)

    ResponderEliminar
  3. Agora é que começam as dores de cabeça! 😉 . As melhoras! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. É a vida a acontecer...custa quamdo percebermos que já não é a menina pequenina, que pedia colinho ou saltava para o colo da mãe...

    ResponderEliminar
  5. Olha vês =)
    Ainda bem que nada é de grave =D

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. Pois é, elas crescem, embora para nós continuem a ser meninas. Veja pela positiva. Antes isso que uma doença grave.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Opaa ainda bem que foi isso e nada de preocupante. Beijinho. 😊😊

    ResponderEliminar
  8. Os anos passam nem damos conta. Mas sãos sempre preocupações.
    Espero que já se encontre bem.


    Bom fim de semana.
    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Como entendo o que sentes! Também a minha foi com essa idade. Um ano passado e só penso "malditas hormonas"!
    Good luck!

    ResponderEliminar
  10. Não é fácil admitir que eles crescem. E tornam-se mulheres sem que nós percebamos bem como é que o tempo voou tão rápido.

    ResponderEliminar