As doidinhas...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017
Durante as minhas caminhadas (que já ultrapassam os 15 kms diários, repartidos), cruzo-me com muitas, muitas pessoas, que, como eu, utilizam aquela via própria para o efeito. Resolvi, então, fazer um estudo e ver quantas, daquelas pessoas que por ali caminham, me saudavam com um "bom dia" ou um "boa tarde"...Devo dizer-vos que, em cem pessoas que passam, duas ou três tomaram a iniciativa de me saudar.
Passei, então, a tomar eu a iniciativa, e o resultado foi muito engraçado. A maior parte das pessoas de meia idade quase não responde ou responde "entre-dentes". As pessoas mais idosas respondem alegremente, e ficam mesmo espantadas por serem saudadas.
Hoje, a minha Mini mais velha fez comigo 4 kms. E, parecíamos duas tolas a cumprimentar toda a gente que se cruzava connosco...mas, curiosamente, a taxa de sucesso foi muito maior quanto a resposta. Talvez por ela ser, ainda, uma criança, as pessoas sorriam e respondiam...
Na minha querida terrinha, lá no interior norte, estamos habituados a saudar todas as pessoas com um "bom dia", "boa tarde", ou "boa noite", quer as mesmas sejam da nossa relação, quer não...
Já o meu marido, acha uma idiotice...cumprimentar quem não se conhece...
Eu, por mais anos que viva a sul, serei sempre uma mulher do norte. Uma tola campónia!!!

28 comentários

  1. Tenho consciência de que a maior parte das vezes não o faço. No entanto, acho que cumprimentar as pessoas na rua, quer as conheçamos, quer não, devia ser um hábito recorrente.

    ResponderEliminar
  2. Se cumprimentarmos as pessoas que encontramos na rua, não fazemos mais nada! Pouco prático. Bem... eu vivo numa cidade grande. Agora num parque, por exemplo, durante as caminhadas e se encontrarmos uma pessoa aqui outra acolá, acho muito bem que as cumprimentemos ou apenas com um sorriso. Em certas áreas dos parques onde caminho há demasiadas pessoas para o fazer. : )

    ResponderEliminar
  3. Tenho o hábito de cumprimentar as pessoas.
    Parece-me de bom tom, revelador de boa educação.

    ResponderEliminar
  4. Na minha aldeia em Portugal também se cumprimenta toda gente, quer se conhece ou não. Quando me mudei para a cidade fiquei parva com a falta de educação das pessoas... Hoje... 13 anos depois apercebo-me que perdi o hábito de cumprimentar as pessoas na rua... :(

    ResponderEliminar
  5. Aqui quando corro na rua é normal acenar com a cabeça a quem passa e por norma são muitos.
    Eu costumo cumprimentar não toda a gente mas colegas, motoristas de transportes, pessoal do supermercado e lojas, pessoal de manutenção do meu trabalho e vizinhos...

    ResponderEliminar
  6. Muitas vezes enquanto estou na rua sou cumprimentada por pessoas que não conheço, que nunca vi. E respondo sempre :)
    Deve ser mesmo dos ares do Norte :)

    ResponderEliminar
  7. Eu sou do sul, e gosto de saudar as pessoas. Excepto claro quando vou tão enfronhada em mim mesma, que não vejo a própria rua, quanto mais as pessoas.
    às vezes estamos dez ou mais pessoas na paragem do autocarro. Ele chega e eu sou a unica que dou os bons dias/boas tardes ao motorista.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Não o faço sempre, mas cumprimento muitas vezes as pessoas por quem passo. Acho que depende da situação.
    Por exemplo, no meio de um shopping, não me vou pôr a cumprimentar as pessoas. Se for na rua, e cruzar com uma pessoa isolada, já sou capaz de dizer "bom dia/boa tarde".
    Não acho nada que sejas campónia por cumprimentar as pessoas! Mas se calhar é porque tb eu sou do Norte! :D

    ResponderEliminar
  9. Confesso que na grande maioria das vezes não o faço. No entanto acho mesmo que o devia fazer! :)

    A Marca da Marta

    ResponderEliminar
  10. É hábito que se vai perdendo. Andas a caminhar muito...Quem me dera uma terça parte. Faz-me falta.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Assim a andar e cumprimentar não tenho hábito, mas chego às paragens e digo bom dia, ao motorista, etc :P

    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Continuo e continuarei a cumprimentar, mesmo não sendo correspondida!
    Agora que me mudei para a "capital do reino" dificilmente alguém responde ao meu cumprimento.
    O NORTE será sempre O NORTE!!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Eu sou da terrinha. Quando cheguei à faculdade a Lisboa, eu dizia "bom dia" sempre ao condutor (fosse quem fosse) do autocarro. Os condutores estranhavam mas respondiam. As minhas colegas na altura achavam tolo da minha parte. Nunca deixei de o fazer. É intrínseco. Também gosto que me cumprimentem e de me sentir notada. Mas pensando bem, no caso do motorista, se ele tivesse que saudar todos os passageiros das suas 8 horas de trabalho diárias, era capaz de ficar sem voz no final do dia!...Mas uma pessoa em centenas não deve ter feito moça!
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como Lisboeta que desde criança anda de autocarro, posso dizer que por vezes cumprimenta-se, por vezes não. Por vezes somos nós a dar o cumprimento, por vezes é o motorista. DEPENDE muito da situação. Se for hora de ponta, se são dezenas de pessoas a entrar ao mesmo tempo, ou uma dúzia... Agora, se és a primeira da fila, a única a entrar ou existe contacto visual mais alongado, geralmente cumprimenta-se. Se se vai fazer uma pergunta, cumprimenta-se primeiro e agradece-se no final. A boa educação aplica-se a todos os casos :)

      Por vezes o motorista também não responde a um cumprimento. Por vezes entras e o escutas a refilar a dizer palavrões, a insultar os outros no trânsito... há de tudo. os stressados e os relaxados, os felizes e os infelizes que já não suportam o que fazem e estão contra todos. É a vida, é a cidade grande.

      Há os que conhecem as pessoas pelas suas rotinas e estabelecem aquela relação, trocam impressões, têm conversas, conhecem um pouca da vida privada um do outro e os que só conduzem a viatura e cumprimentam...

      É a maravilha da cidade grande. E Lisboa, por mais cosmopolita que se torne, nunca há de perder as suas raizes de campo. Isso tenho quase como uma certeza. Lisboa é especial por isso... Nasceu de uma mistura de gente, aprendeu a tolerância e o convívio entre as diferenças, aceita-se, integra e mistura. é maravilhosa :))

      Eliminar
  14. Olá, boa tarde! Não fui habituada com o hábito de cumprimentar desconhecidos, mas quando estou em determinados sítios mais rurais, faço-o. E é verdade que também vejo algumas pessoas em Lisboa a cumprimentar os motoristas dos autocarros, eu também o devia fazer :P Parabéns pelo blog!

    ResponderEliminar
  15. ai como eu te entendo..
    eu na minha terrinha tb fui educada assim a dizer bom dia a todo o mundo

    agora passo pelas pessoas e acontece -me o mesmo que a ti!!
    esta sociedade cada vez esta a fazer mais com que as pessoas sejam autenticas ilhas sozinhas no meio do mar...

    ResponderEliminar
  16. É uma forma de boa educação e por vezes um "bom dia" dado de forma alegre pode melhorar o nosso dia, mesmo que venha de uma pessoa estranha! Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Quando ando pela aldeia cumprimento as pessoas, mas no meio da cidade nem penso nisso.
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  18. Hello, Maria do Mundo ! :)))
    Lá está ! ... :)))) ... É por isso que o norte é muito especial ! :))

    Bjs

    ResponderEliminar
  19. A minha avó sempre me disse que devíamos cumprimentar sempre as pessoas, quer sejam pessoas conhecidas ou não. Por vezes retribuem-me, mas outras ficam muito espantadas a olhar para mim; "Donde é que esta "tipa" me conhece?!"

    ResponderEliminar
  20. Fico tão feliz quando as pessoas passam por mim e me cumprimentam. Já o contrário só o faço se passar por alguém num sítio onde não passa muita gente. Quando ando a caminhar olho para as pessoas e dá logo para ver as que viram a cara para o outro lado e não querem conversas xD

    ResponderEliminar
  21. Eu cumprimento em algumas situações, quando chego a uma paragem, ou quando entro num autocarro cumprimento sempre o motorista, num café/supermercado/loja, vizinhos e por ai... mas isto de viver em Lisboa e cumprimentar todas as pessoas com que cruzo seria complicado. Mas sempre que me cumprimentam na rua retribuo, quer conheça ou não :) Beijinhos ^^

    ResponderEliminar
  22. sou do Norte e tenho a dizer que cumprimentar pessoas na rua é uma coisa que faço frequentemente, isso ou dizer 'santinho' quando alguém espirra ao passar por mim ahah

    ResponderEliminar
  23. Faço caminhadas pelos campos e geralmente toda a gente se cumprimenta, até acho natural. Se não me respondem é falta de educação. E para quem ache estranho... sim em Lisboa é frequente as pessoas cumprimentarem os motoristas dos autocarros.

    ResponderEliminar
  24. Uma vez, uma amiga minha disse-me que eu cumprimentava muito as pessoas, que mesmo que ela as conhecesse, que esperava que fossem as outras pessoas a dizerem algo primeiro. Eu achei isso ridículo. Se conheço as pessoas, eu cumprimento-as. Acho que acima de tudo é uma questão de boa educação.

    ResponderEliminar
  25. Eu não cumprimento ninguém na rua que não conheça e não faço questão nenhuma que me cumprimentem a mim, gosto de passar despercebida :P

    ResponderEliminar
  26. Eu sinto dualidade...
    Sinto impulso de cumprimentar, mas não existe o hábito. Nem dos outros, nem de minha parte. Sou tímida para essas coisas, fico emcabulada, até mesmo com quem conheço. Prefiro sair de casa e não me cruzar com ninguém. Pelo menos não antes de sair da porta. mas isso é quase impossível vivendo num prédio. Agora que fui a Lisboa e regressei ao apartamento, todo o santo dia em que saí encontrei a porteira... E lá tive de dar os bons dias, e trocar aquelas impressões que ela, me sabendo ausente, lá quis averiguar como andavam as coisas... Enfim. eu respondo bem, mas no íntimo, sinto alguma timidez e acho que preferia poder fazer esse curto trajecto sozinha e só ter de lidar com isso da porta para fora! :) Parece que não mas.. aqui onde vivo, uma casa, sabe bem abrir a porta da rua, parar, respirar fundo, fechar a porta, caminhar a curta distância até o passeio e só então dar de caras com outros rostos...

    Simplicidade :))

    Com crianças e com animais - cães - sempre se conseguem mais simpatias :))

    ResponderEliminar