Exorcizar é remédio?

domingo, 5 de março de 2017
"Reprimir as emoções acelera a pulsação e a transpiração o que aumenta as probabilidades de hipertensão,  doenças cardiovasculares, cancro ou problemas nos rins.A necessidade de controlo e o comportamento defensivo são os principais fatores que levam algumas pessoas a reprimir o que sentem, explicam os cientistas Marcus Mund e Kristen Mitte ao jornal britânico Daily Mail. Por outro lado, quem diz o que pensa, e é conhecido por ter mau feitio, corre menos riscos, de acordo com os investigadores. O estudo foi publicado na Revista da Sociedade Americana de Psicologia."
No fundo, o que se extrai do estudo é que devemos soltar a fera que há em nós. Em outros tempos seria levada a concordar (e ainda concordo), e a rever-me. A achar que fazia bem em expulsar de mim todas as "raivas".  Hoje sinto as coisas de forma diferente. Tirando as manhãs atribuladas, a correr, quando acordo mais tarde, em que grito imenso, aprendi a ignorar muitas das coisas que me irritavam. A serenidade também se aprende...e, confesso-vos as caminhadas pela natureza ajudam-me imenso.



12 comentários

  1. Sou um desses animais que reprimem tudo. Coincidência ou não, tenho hipertensão e um problema vascular. E quando reprimo em maior quantidade é quando tenho as crises de tensão alta.

    ResponderEliminar
  2. Muitas vezes temos que aprender a controlar as nossa emoções para evitar males maiores...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. Eu sou assim. Ou digo o que tenho para dizer ou de facto sinto-me mal. Normalmemente tenho ataques de panico quando não exponho o que sinto.
    Também concordo com o que dizes, mas não consigo chegar lá... ainda.
    Penso que é uma coisa que vem mesmo com a idade.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Ainda não atingi essa serenidade :P

    ResponderEliminar
  5. É importante não acumularmos aquilo que nos incomoda, porque, mais cedo ou mais tarde, vamos acabar por saturar e aí os danos serão maiores. Se há algo que não está bem, connosco ou com alguém que nos é próximo, devemos falar sobre o assunto e tentar encontrar uma solução. Agora, concordo quando referes que a serenidade também se aprende. E saber ignorar determinadas coisas acaba por ser uma ajuda.

    ResponderEliminar
  6. Caminhadas pela natureza dão-nos uma sensação tão boa! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. As emoções às vezes é mesmo assim.

    ResponderEliminar
  8. Oh se eu fosse soltar a fera que há em mim, sobretudo na área laboral, estava tramada porque certamente já estaria desempregada. Com o tempo, por mais que custe, uma pessoa aprende a conter-se em alguns momentos. Por mais que digam, há situações que o melhor é ignorar. Respirar fundo e deixar ir.

    ResponderEliminar
  9. Querida....Tu conheces-me desde há muito e sabes que reprimir não é comigo. FBI!A um nó na garganta....
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  10. Ah, obrigada pela visita..
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  11. haha! Eu deito tudo cá para foraaaaaaaaaaaa! Siga! Depois lixo-me às vezes, claro, mas who cares?? =P Ao menos serei eterna, aparentemente! hahaha!

    Um beijinho dourado,
    O Biquíni Dourado
    Facebook
    Instagram

    ResponderEliminar
  12. Pois... Então eu já morri.
    De tanto que seguro as coisas para dentro.
    Mas isso já eu sabia.

    ResponderEliminar