quinta-feira, 1 de junho de 2017

Ora vivam!!!

E porque hoje é dia 1 de Junho, e porque hoje é o dia da criança, estou particularmente sensível.
Sensível porque trabalho na área da família e das crianças e o que mais me tem passado pelas "mãos" são histórias terríveis, de crianças que umas vezes sucumbem às adversidades, mas em outras são verdadeiros guerreiros.
Sensível porque tenho duas crianças (verdadeiras em idade) em casa a quem desejo o melhor do mundo e por quem tento fazer o melhor (embora nem sempre o consigo).
Sensível porque tenho muito de miúda em mim e esta é uma faceta que não quero perder.
Além do mais, acabei de descobrir que uma das pessoas que eu mais admiro vai ser pai novamente (se bem que, a imprensa que o tenta deitar a baixo já o tivesse anunciado, mas de uma forma absolutamente abjecta e falsa). Sim, quem me segue sabe que me refiro ao CR7. E, confesso-vos que a minha alegria vem mais do facto de ter descoberto que é a namorada que está grávida, pois que, por muito que goste dele não gostei da forma como teve o primeiro filho.
Coscuvilhices à parte, desejo a todos nós, dos que ainda estão para nascer (S* esta é para o Rafael), dos que estão na infância verdadeiramente e aos que não deixaram morrer a criança que tinham dentro de si, um excelente dia. Não esqueçam contudo, que este dia só faz sentido, se todos fizermos alguma coisa para melhorar a vida dos nossos meninos, tanto emocionalmente como em termos de condições de saúde e familiares.

14 comentários:

  1. Trabalhar com os dramas de crianças deve ter tanto de fascinante quanto de revoltante.

    ResponderEliminar
  2. Que seja um belo dia para toda a criançada!!!bj

    ResponderEliminar
  3. Dia da criança. Será que faz sentido festejar o dia da criança, quando elas morrem aos milhares, vitimas, da fome, da guerra, e da desumanidade dos adultos?
    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. É de ficar sensível quando se trabalha com crianças e as suas famílias. Acima de tudo, penso que devíamos aproveitar o Dia Mundial da Criança para sensibilizar para os direitos e as necessidades das crianças junto das famílias, ao mesmo tempo que proporcionávamos momentos de diversão e de expressão criativa a todas as crianças.
    Tenho a certeza que, independentemente do muito ou pouco que consigas junto das tuas famílias, dás o melhor de ti sempre que ficas com essas vidas nas mãos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Os dramas nas crianças são revoltantes ... devia haver um deus que proibi-se o mal nas crianças.bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Que seja um dia feliz para todas as crianças do mundo.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Pois! Eu tento fazer com que as minhas crianças sejam felizes. Gostei de te ler (concordo com o que dizes do CR7)

    Passa no meu blogue
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Hoje, como nos outros dias, esforçar-me-ei por fazer a minha filha feliz! Assim fosse com todas as crianças!

    ResponderEliminar
  9. Acredito que o teu trabalho possa ser mesmo um misto de emoções.
    Um feliz dia.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  10. As crianças são o melhor do mundo :)

    ResponderEliminar
  11. Trabalhar com crianças tem muito de bom, gratificante, mas efectivamente conhecer exatamente a historia de cada um é muito profundo e por vezes perturbador. É fundamental que sejamos capazes de ajudar e apoiar no que se puder, mas de alguma forma isolarmo-nos da situação, porque de alguma forma é a aprendizagem dela, a historia dela que está a viver. E havendo a possibilidade de antes de nascermos já termos decidido que tipo de ensinamentos queremos ultrapassar nesta passagem, quem somos nós para irmos à vida de cada um e alterarmos tudo por forma a que eles sofram menos, (de acordo com o que nós pensamos que é melhor para eles) mas será mesmo que temos esse direito?
    Eu trabalho com criança e sofro imenso com as historias deles. Tento separar mas não é facil.

    ResponderEliminar
  12. E que todos os dias sejam dia da criança, para todas as crianças!

    Beijinhos,
    Paula

    Vida de Mulher aos 40

    ResponderEliminar
  13. Temos tanto a aprender com as crianças!

    ResponderEliminar