Em abstracto: totalmente a favor! Em concreto: não sei!

Li, há pouco, que vai ser discutida uma proposta de legislação com vista a que seja permitida a entrada de animais de estimação em todos os estabelecimentos comerciais, incluindo os de restauração e hipermercados. 
Devo dizer, que, tendo eu, além dos peixes, uma gata e uma cadela, esta medida me pareceu, em abstracto, razoável. Na verdade, muitas são as vezes em que gostava de poder levar a cadelita comigo a muitos sítios, pois que eu aprecio a companhia dela e ela adora sair. 
No meu caso, e no caso de muitos pet lovers que eu conheço, penso que a aplicação desta medida não trará grandes complicações.
No entanto, depois de meditar sobre o assunto, penso que será prematuro adoptar estas medidas. Na verdade, falo por experiência própria, em termos de vizinhança, penso que ainda há um longo caminho a percorrer em termos de civismo nesta área, sobretudo em termos de higiene e sanitários (propagação de doenças, na medida em que. se bem que o façam cada vez mais, muitos dos portugueses não levam as mascotes à vacinação ou desparasitação).
Não seria mal pensado exigir-se a exibição de um atestado de sanidade... Se bem que me parece pouco confortável para o patudo e não me agrade fazê-lo, sem mais, à minha Mel, não sei se seria de impor que o mesmo usasse uma fralda nessas alturas. Na verdade, nem todos têm a mesma perspectiva acerca dos patudos...se há tanta gente a reclamar com a presença crianças em determinados restaurantes ou locais de diversão (embora haja patudos bem melhor comportados que alguns humanos), imagino como se sentirão outras pessoas na presença de meia dúzia de cachorros.

12 comentários

  1. Parece-me uma ideia pouco fácil de aplicar. Não imagino o que farão os patudos nos restaurantes enquanto os donos almoçam, incomodarão os outros clientes? ladrarão vários patudos ao mesmo tempo? ficarão presos com trelas ás mesas dos donos e não irão interferir com a passagem dos funcionários com bandejas?

    ResponderEliminar
  2. Eu discordo absolutamente com a entrada de animais de estimação em restaurantes (particularmente em restaurantes) ou outros lugares públicos, com a exceção dos cães de assistência que devem ser autorizados a entrar e a estar onde quer que o seu proprietário tenha que estar ou deseje estar.
    Na cidade onde vivo, os transportes públicos autorizam cães fora das horas de ponta, ou seja, antes das 6:30; entre as 10h e as 15:30 e depois das 19h. Este horário não se aplica aos cães de assistência.

    ResponderEliminar
  3. Haverá muito a dizer sobre o assunto. Eu tenho pânico de cães. Não me lembro de algum me ter feito mal mas acho que se deve ao facto de ter crescido sem animais e de, por outro lado, tentar não me apegar a nenhum animal com medo de o perder. Acho que o nosso inconsciente poderá fazer com que sejamos assim, digo eu! Tenho tentado mudar isso mas é muito mais difícil do que possas imaginar. Portanto, no meu caso, eu não ia entrar num restaurante que tivesse algum cão no seu interior pois não ia estar confortável. Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Não sei que diga. Sou a favor do teu texto. Tudo com contrapeso e medida, claro!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Confesso que nos restaurantes não concordo com a entrada dos animais de estimação (à exceção dos cães de assistência!)!

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. No Alegro de Alfragide já é permitido, quer no centro comercial quer nas lojas.

    ResponderEliminar
  7. Não aprovo. :(
    Eu gosto muito, mesmo muito de animais (patudos caseiros), mas daí a levá-los a um restaurante, por ex., vai uma grande diferença !
    Levá-los a passear na rua, ou em exteriores, claro, certo, mas mais do que isso não, até porque é atentório á "liberdade" dos outros.
    O que é satisfatório para uns poderá incomodar outros.:(

    ResponderEliminar
  8. Aqui os cães vão a todo o lado, sem fraldas, e corre super bem... Claro que quem tem animais com problemas de socialização não pode ir mas é questão de ter algum bom senso.

    ResponderEliminar
  9. Sinceramente nem sei.
    Eu tenho perto de casa um centro comercial onde já entram cães. Não me incomoda, apesar da 1ª vez ter achado estranho.

    Desde que haja "regras", tudo tranquilo =)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  10. Eu acho ridículo... acho que já se começa a cair no exagero com esta história de quererem quase pôr os animais ao nível dos humanos. Não o são, nunca o serão. Por muito que possam ser mais sensíveis e fiéis que humanos, não são racionais e, por muito que se goste de animais, querer tê-los num restaurante, por questões, principalmente, de higiene, é absurdo. Eu não iria comer num restaurante que autorizasse a entrada de animais, certamente.

    ResponderEliminar
  11. Animais na restauração faz-me um bocadinho de confusão, sou sincera. Por muito que goste de animais, e sempre tive animais,existem vários factores que me fazem discordar dessa ideia.

    ResponderEliminar