Um pedido a quem me lê...


Em abono da verdade, devo dizer que a idade me trouxe uma certa incapacidade de me espantar ou de me chocar com alguns acontecimentos mediáticos. Não posso bem dizer que me são indiferentes escândalos como os de corrupção nas Ipss, ou as alegadas teias duvidosas em que algumas figuras  se vêm metendo. Não me são indiferentes, mas confesso que não me tiram o sono, nem tenho já a capacidade de viver ansiosa perante a possibilidade de o sistema não funcionar.
No entanto, não sei se por estar a trabalhar na área da família e crianças, se por ter filhas pequenas, se por sempre ter adorado crianças, sou muito vulnerável aos dramas destas. E se aquelas crianças em relação às quais posso fazer alguma coisa "palpável" me preocupam muito, o drama das crianças Sirias deixa-me sem chão. Doem-me as entranhas da alma.
Acredito no poder da oração e, por isso, deixo aqui um apelo a todos os que acreditam em quaisquer forças, energias ou correntes positivas, para terem estas crianças no seu pensamento.
Muito grata!


9 comentários

  1. São coisas assim que me fazem perder a fé no ser humano, que a bem da verdade, mostra a cada segundo muito pouca humanidade.

    Boa noite

    ResponderEliminar
  2. Se fosse só na Síria.
    Leia o que hoje publico.
    E sim, acedo ao seu pedido.

    ResponderEliminar
  3. =(
    temos orado à noite com os meninos... custa muito... tenho um post nos rascunhos do blog...nem sei o que dizer... é chocante, é doloroso pessoas que amam como nós, crianças iguais às nossas...
    bjs

    ResponderEliminar
  4. Eu também acredito no poder da oração! :)

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Estou a ver a série "Linha de separação" na RTP 2 e a rever o que estudei e li sobre a segunda guerra mundial e o que se seguiu e... e penso que ninguém, daqueles que têm o poder de decisão, quer saber do que acontece com as pessoas. Tão longe da frente de batalha, as pessoas deixam de existir, passam a ser números, danos colaterais e mais nada. O que aconteceu na Europa no século XX, continuou a acontecer por todo o mundo. Guerra e mais guerra, sem fim à vista. O que interessa é vender armas e estropiar o planeta para se obterem riquezas, o resto não conta para nada. Que Humanidade existe no Homem?

    ResponderEliminar
  6. Sem palavras. Vi imagens de um bombardeamento a uma maternidade que me deixaram bem descontrolada e nervosa. Sim, acredito na Oração.

    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Junto-me a quem já passou antes de mim.

    Um beijinho em oração.

    ResponderEliminar