22 de novembro de 2019

Coisas engraçadas. Ou não!

Grande parte das vezes que vou buscar a Mini mais velha ao colégio, na portaria - que é uma espécie de sala com sofás, mesa e máquina de café - encontram-se mais de dez pais ou avós esperando os seus pequenos.
Quando chego, a primeira coisa que me sai é um "Boa tarde!". Devo dizer que a maior parte das vezes, à vontade noventa por cento das vezes, para além da porteira, ninguém me retribuí o cumprimento. Podia calar-me, deixar de dizer, mas é uma coisa tão intrincada em mim, e que eu acho correcto, que assim continuo...No colégio ou em qualquer sítio onde vou, sendo que nos estabelecimentos comerciais é mais fácil ter quem me responda.
Curiosamente, ouvindo a rádio no carro pela manhã de hoje, à pergunta aos ouvintes "se pudesse instituir uma lei, qual seria?", alguém respondeu que seria que as pessoas dissessem bom dia umas às outras, nomeadamente, nas paragens de autocarro. Um dos locutores logo disse que achava correcto, mas a locutora ficou como que surpreendida e exclamou algo do género "mas dizer bom dia a pessoas que não se conhece?"
Dei por mim a pensar que se calhar aquelas pessoas da portaria é que são o normal e eu é que ainda carrego comigo muito da minha ruralidade e da minha herança nortenha, onde o bom dia, o boa tarde e o boa noite, se dizem com muita frequência, mesmo que as pessoas não sejam das nossas relações próximas.

9 comentários:

  1. A Maria é mesmo uma ave rara! :)))
    Veio-me à mente esta expressão que nunca antes tinha usado neste contexto. Neste caso uso-a com admiração.
    Sim, as pessoas perderam as boas maneiras nas grandes cidades.
    Ninguém diz bom dia num elevador, nas paragens dos autocarros, em salas de espera grandes, mas já tenho ouvido em salas muito pequenas.
    Eu digo Olá às pessoas que encontro nas minhas caminhadas nos trilhos menos movimentados. Elas retribuem o hello ou hi. Mas se for num parque com muita gente, já não faço isso, nem ninguém o faz. :))

    Na portaria todos deveriam retribuir o cumprimento, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  2. Nunca te arrependas por seres assim!
    Por isso a maior parte das pessoas não dão a saudação, e ensinarem os filhos a serem iguais. Sem princípios sem educação!
    -
    Beijos...Boa noite!:)

    ResponderEliminar
  3. Acho que se trata de uma questão de educação, eu digo sempre bom dia/boa tarde seja onde for :)
    beijinhos

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente contigo. Trabalho numa loja e há dias que se torna insuportável a quantidade de pessoas a quem dizemos bom dia ou boa tarde e ZERINHO

    ResponderEliminar
  5. Não não é nada! Nascida e criada em Lisboa e sempre me educaram que bom dia, obrigada e por favor são obrigatórios onde fosse. Tal como dar lugar a velhotes, pessoas com deficiência, dificuldades, crianças e afins.

    ResponderEliminar
  6. Olá,
    Não podia estar mais de acordo com o seu post, revi-me nele.
    Talvez por ter nascido e viver numa pequena vila, estou habituada a cumprimentar as pessoas (quer as conheça ou não). Mas fico um pouco indignada quando não retribuem.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Eu sou daquelas pessoas que sempre cumprimentei com um bom dia ou boa tarde ou boa noite quem passasse por mim na rua. Lembro-me de uma vez, ir a caminho da praia com uma amiga, na altura devíamos de ter uns 16 anos e ela me perguntar porque é que eu cumprimentava as pessoas, mesmo não as conhecendo, só porque passavam por mim. Eu achei aquela pergunta muito estranha, porque para mim é natural cumprimentar quem por mim passa na rua.
    Hoje em dia, e trabalhando no atendimento ao público, vou percebendo que há muitas pessoas que ao entrar nem um bom dia dizem. Para mim, é estranho, porque quando se entra em algum sítio, seja um estabelecimento comercial, ou um átrio de uma escola, acho de bom tom cumprimentar quem está presente.

    ResponderEliminar
  8. Eu nasci em Lisboa e digo sempre bom dia, boa tarde ou boa noite quando entro em qualquer lado. Nos balneários do ginásio 99% não me respondem! E o segurança do ginásio, na portaria, já sorri quando eu o cumprimento, porque nunca vi mais ninguém fazê-lo... as pessoas passam como se não estivesse ali uma pessoa! Oh, falta de educação! Já agora, eu não obrigo os meus filhos a darem beijinhos, mas ai deles que não digam bom dia ou boa tarde quando encontramos uma vizinha na entrada, no elevador, quando entramos no talho ou no mini mercado do bairro.

    ResponderEliminar
  9. Aquilo que a maioria faz, quase nunca é o mais correcto. Continua a dizer bom dia e boa tarde... do outro lado alguém vai responder!

    ResponderEliminar