Das coisas da maternidade...

Nunca, até as minhas filhas manifestarem as suas vontades, festejei o halloween. Nem sequer na minha terra havia a tradição do "Pão por Deus". O dia 31 de Outubro era apenas um dia de agitação lá em casa porque havia que preparar as flores e velas para levar ao cemitério no dia 1 de Novembro.
Com elas no infantário, comecei a ter que correr os hipermercados à procura das abóboras típicas e a fantasiá-las. Depois de alguma resistência, lá engoli e, para as ver felizes, deixei de fazer o meu ar contrariado e de tentar convencê-las de que a celebração não era nossa, que não tinha pés nem cabeça.
Ultimamente, a minha mudança de atitude foi tanta que tudo me serve para festejar. Como adoro cozinhar, aproveito para fazer coisas típicas de Outono, mas encomendo aquelas coisas com um ar "macabro" a uma amiga, porque ainda não evoluí tanto ao ponto de me dispor a fazer dedos e unhas com sangue e ar nojento em pastelaria.
Seja como for, acho graça que os miúdos da vizinhança venham cá a casa e gosto de ter doces para os presentear. 
No fundo, no fundo, deixei-me de tretas e arranjei mais um motivo para festejar.
A maternidade leva-nos a estas coisas!

  

15 comentários

  1. Quando não podes vencê-los, junta-te a eles... e festeja e sê feliz! :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que "evoluiu"! De contrário iria escrever outro comentário. Imagine nós a continuarmos a seguir o currículo das escolas elementares das nossas mães e avós. Claro que há evolução e que vamos adquirindo as tradições de outros países. O corso, por exemplo, com meninas vestidas/despidas à brasileira também não faz sentido em fevereiro/março... Ahahahah. É até ridículo, porém a comunidade brasileira em Portugal deve ser agora maior que no tempo em que vivia aí.

    Tenho a certeza que as suas filhas adoram o Halloween, o Dia das Bruxas. Divirtam-se. O tempo corre muito rapidamente e chegará a altura em que não recorrerão à mãe para se divertirem. :)))

    ResponderEliminar
  3. O que os nossos filhos ( e netos) nos ensinam !!! ... "No meu tempo" não se fazia ideia do que isto fosse ! :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais parecido era o Carnaval do qual eu tanto gostava. Ia sempre aos bailaricos com os meus pais, trajada, como se costumava dizer, em vez de mascarada. Havia a diferenca entre uma coisa e outra.; )

      Eliminar
  4. Nunca festejei, mas este ano vai haver festa lá em casa com 8 adolescentes. A maternidade amolece-nos mesmo... 😀

    ResponderEliminar
  5. Parece-me bom aproveitar como motivo para festejas
    um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Tomara que não me peça adereços. Mas batem à porta e pede, doçura ou travessura. Lool

    Beijo
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  7. Não festejo, mas fico à espera da criançada à porta :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Eu como adoro jantares temáticos, adoro fazer assim coisas estranhas para o halloween =D

    Beijocas

    ResponderEliminar
  9. A maternidade e uma bela operação de marketing que faz a malta achar que o Halloween sempre foi nosso, já agora =P

    ResponderEliminar
  10. Eu já celebro o Halloween há muito tempo. Quando andava na escola, comecei a festejar com amigos, era motivo de festa e servia para nos divertirmos. Mais tarde, era nas saídas à noite, os bares enchiam-se de decorações e festas do Dia das Bruxas. E, posteriormente, pelo meu filho, desde que ele entrou para a escola :) sempre achei graça à festa e tenho pena que a tradição não seja nossa!

    ResponderEliminar
  11. Não ligo muito ao Halloween mas confesso que fico à espera das crianças no "Pão por Deus"! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Também não ligo muito ao Halloween. Na zona onde moro também não é hábito pedirem o "pão por deus" mas na zona onde o meu namorado vivia é algo que já fazem há imenso tempo :)

    ResponderEliminar
  13. Nem de propósito. Acabei de agendar um post sobre isto no meu blogue: sempre me passou ao lado este dia, até este ano. A Pimentinha entrou para o infantário e este ano só falava do Halloween. Já lhe comprei uma roupa fofinha para levar e até eu fiquei contagiada com tanto falatório à volta deste dia!

    ResponderEliminar
  14. Nunca liguei ao Halloween. O Tiago tem agora dois anos e meio e esta mãe, meio despassarada, continuou sem ligar nenhuma. Mas este ano a minha cunhada sugeriu que pegássemos nos miúdos e fôssemos pedir doces à vizinhança. Eles nem máscaras tinham, apenas umas camisolas engraçadas e umas teias desenhadas a lápis na cara (dei cabo do meu lápis dos olhos), nós tínhamos uns chapéus de bruxa e lá fomos e foi tão, mas tão divertido! A repetir para o ano, definitivamente! As coisas que a maternidade faz em nós :D

    ResponderEliminar